Câmara autoriza e prefeitura de Paraíso já pode contratar servidores para a Clínica da Mulher

0
1021

Da Redação

Por unanimidade, os vereadores de Paraíso aprovaram nesta quinta-feira,. 17, o Projeto de lei do Executivo nº 161/2019, que dispõe sobre o acréscimo de quantitativos dos cargos e autorização para contratação, por tempo determinado, os servidores da Clinica da Mulher.

Na prática, a prefeitura requereu do legislativo a autorização para que fosse montado o quadro de pessoal que vai trabalhar da Clinica da Mulher, que funcionará no local onde seria a Unidade de Pronto Atendimento – UPA, localizada à Rua Araguaia, Setor Oeste.

A Câmara deu o aval de forma rápida para que a mulher paraisense tenha um local específico de atendimento á saúde. No entanto, o funcionamento vai depender do apoio do Governo Federal.

“Há muito tempo a Câmara luta pela abertura da UPA, mas como ela não deu certo entramos em contato com o executivo que entendeu que daria certo abrir a Clínica da Mulher. O Projeto veio para cá e nós aprovamos porque vai ser um grande passo para a saúde de Paraíso que vai desafogar a rede municipal e o Hospital Regional. Isso vem de encontro ao anseio da sociedade, que em breve poderá contar com a Clínica da Mulher. Para nós é de grande valia porque é uma luta antiga da Câmara” disse o presidente João Camargo.

VEJA VÍDEO DA ENTREVISTA COM JOÃO CAMARGO AQUI: https://youtu.be/fMOi56HJtSU

A vereadora Vanessa Alencar justificou nesta quinta-feira, sua abstenção, quanto ao Projeto de Decreto Legislativo nº 0002/2019, que dispões sobre Plano de Cargos Carreira e Remuneração dos Servidores da Câmara Municipal de Paraíso e que revoga decretos legislativos.

De acordo com a Vereadora, a abstenção foi devida uma sugestão sua que não constou no parecer onde, segundo a Parlamentar, “os servidores efetivos deveriam receber gratificações por escolaridade e meritocracia”.

Vanessa também pediu vista do Projeto de Lei Complementar nº 18/2019 que institui o Novo Código Tributário do Município de Paraíso. A solicitação foi aceita por todos os vereadores. Ela justificou o pedido alegando que deve haver algumas ressalvas devido a mudança redacional no artigo 18 do Projeto, porém disse entender que ele “é muito bom”.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui