2014 FOI O DIVISOR DE ÁGUAS PARA CÂMARA DE PARAÍSO OPTAR POR ECONOMIA E TRANSPARÊNCIA

0
666
PRESIDENTE JOÃO CAMARGO COMANDA A ÚLTIMA SESSÃO ORDINÁRIA DO MÊS DE MAIO DE 2019

Da Redação

Atualmente, a Câmara de Vereadores é um dos órgãos mais respeitados pela população de Paraíso em relação à transparência e seriedade nas ações. Porém, o Legislativo nem sempre desfrutou dessa confiança. O ano que serviu como divisor de águas para que as mudanças ocorressem foi 2014.

Em uma das situações, foi quando servidores perceberam que quatro balancetes desapareceram misteriosamente da Casa de Leis. O material tomou rumo ignorado e até os dias atuais ninguém sabe o que aconteceu. O caso foi registrado na delegacia.

Em outra situação, o valor previsto para gastos com mídia também chamaram a atenção. Na época, a presidência da Casa, comandada pelo ex-vereador, Nando Milhomem, previu um gasto com mídia de R$ 212 mil reais em apenas 6 meses, o que daria R$ 424 mil (quatrocentos e vinte e quatro mil reais) se o planejamento fosse de 12 meses.

De lá pra cá, a Câmara vem se organizando e promovendo uma economia que ultrapassa a 130 mil reais por ano, em relação há 5 anos atrás. Atualmente a previsão de gasto neste sentido é de R$ 289 mil em relação há 12 meses.

É apenas uma previsão, um teto do máximo que se pode gastar. O que não significa que esse valor seja aplicado, como sugerem Fake News de Paraíso, em redes sociais.

Outra situação que fez com que o legislativo paraisense chegasse aonde chegou foi o respeito à lei e aos órgãos fiscalizadores.

Pareceres de órgãos como o Tribunal de Contas do Estado – TCE vão à plenária na sua *originalidade. O que assegura, por exemplo, que a Justiça Eleitoral não tenha problemas com políticos locais que queiram seguir carreira política.

Audiências Públicas

Além de economia e Transparência, a Câmara passou a ouvir a população, para depois decidir sobre os assuntos que são de interesse de todos. Um dos exemplos ocorreu recentemente, quando representantes da comunidade foram convocados para discutir a planta de valores de áreas e construções, que vão definir os preços do IPTU.

COM ENERGIA SOLAR ECONOMIA SERÁ DE R$ 50 MIL A CADA ANO

Resultado de imagem para energia solar

Um projeto empreendedor e inovador, além de contribuir com o meio ambiente. A nova mesa diretora irá instalar energia solar no prédio da Câmara de Vereadores de Paraíso. A proposta é do presidente, João Camargo.

O legislativo paraisense será exemplo para os demais órgãos públicos e setores privados. A Câmara terá energia limpa e fará economia de aproximadamente 50 mil reais por ano em relação ao gasto com a conta de luz, atualmente. Em pouco mais de 4 anos, os valores investidos serão totalmente recuperados com a economia possibilitada pela luz natural.

O legislativo paraisense será exemplo para todo o Estado e para o Brasil em relação ao meio ambiente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui