Vereadores de Paraíso vetam projeto do Executivo que trata do IPTU

0
1246

Da Redação

A Câmara de Vereadores de Paraíso rejeitou na manhã desta segunda-feira o Projeto de Lei do Executivo que trata da planta de valores do município. O Projeto 157/2019 recebeu parecer pela reprovação na Comissão de Justiça e Redação.

Apenas o vereador Vauro Zé Lampreia votou favorável ao projeto. A vereadora Josefa Araújo se absteve de votar.

O projeto ficou 124 dias na Casa de Leis até entrar em discussão em 1ª votação no Plenário. A segunda votação deverá ocorrer nesta terça-feira, 5, e terceira votação na quarta-feira, dia 6 de janeiro.

A maioria dos vereadores alegou que o Projeto trás aumento abusivo do IPTU. Em um dos exemplos, o Imposto Predial e Territorial Urbano de uma residência que atualmente é de pouco mais de R$ 130 passará para mais de R$ 500.

Em um segundo exemplo, o IPTU de um comercio passaria de R$ 400 para mais de R$ 1.200. Por esses motivos, e após ouvir a população através das redes sociais e de Audiência Pública, a Câmara disse não ao aumento do IPTU.

Outro assunto que acirrou às discussões foi o fato de a cidade de Paraíso não estar emitindo Carteira de Trabalho. Os vereadores aprovaram requerimento de autoria de Beto da Goiás que requer o retorno desse serviço na cidade de Paraíso, por se tratar de um polo regional. Também foi lembrado a questão da falta de médicos no Hospital Regional de Paraíso. Vereadores prometem buscar uma solução junto ao governo estadual.

VEJA PAUTA DISCUTIDA E VOTADA NO DIA:

(Obs: apenas os itens 00006/2019 e 00012/2019 não entraram em discussão)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui