Ativista afirma que “as abelhas são mais importantes do que a gente para a Terra”

0
591

Terra

A apresentadora de televisão, atriz, escritora e ativista pelos direitos dos animais, Luisa Mell falou sobre a importância dos seres humanos e de outras espécies para o planeta em entrevista ao programa Pânico, nesta terça-feira, 5.

O assunto veio à tona quando Luisa foi questionada sobre a repercussão de um comentário que ela teria feito no passado, sobre “moscas terem sentimentos”. Imediatamente, a ativista negou: “Não falei que moscas têm sentimentos”.

Luisa denunciou a autorização do uso de cada vez mais agrotóxicos no Brasil: “A gente está vivendo em um tempo em que tão liberando cada vez mais agrotóxicos. Acabaram de liberar um seriíssimo no Brasil, que nos Estados Unidos foi proibido porque mata as abelhas”.

As abelhas, responsáveis por grande parte da polinização necessária para a agricultura, reconhecidamente desempenham um papel fundamental na natureza. “Se acabarem as abelhas, um problema que está acontecendo no mundo inteiro, a gente não tem mais comida. Então, nós não somos mais importantes do que os insetos. É isso que eu tento mostrar, que estamos todos neste planeta.”

Diante das problematizações dos apresentadores, a ativista respondeu que, “obviamente, se tiver alguma coisa me picando, me machucando, eu vou me defender.” Explicando que o respeito pelos animais não significa se deixar picar por um mosquito, por exemplo.

“Agora, não vou chegar no formigueiro e ficar matando porque acho legal. Faço o possível pra respeitar. Todos nós estamos nesse planeta. É o que te falo, as abelhas são mais importantes que a gente para a Terra”, conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui