Porto Nacional: Governo quer iniciar travessia com balsa em 20 dias

0
361
Ponte de Porto nacional está interditada

Secom

 

A construção das rampas de embarque para instalação da balsa de travessia do Rio Tocantins em Porto Nacional está sendo acelerada e a previsão é de que esteja funcionando dentro de uns 20 dias. A contratação das embarcações foi feita em caráter emergencial e por isso, não foi discutido valores de tarifas, embora seja intenção do Governo do Estado subsidiar parte das tarifas. A informação foi repassada em entrevista coletiva à imprensa na tarde desta segunda-feira, 11, pelo secretário da Infraestrutura, Renato Assunção.

Até que os atracadouros e os acessos fiquem prontos a Defesa Civil do Estado estará com seus barcos tipo voadeiras para fazer a travessia dos moradores dos assentamentos do lado leste do rio para a cidade de Porto. “Diversas ações estão sendo realizadas por determinação do Governador Mauro Carlesse para minimizar os efeitos da interdição da ponte à sociedade”, declarou Assunção.

A ponte continua aberta para pedestres, ciclistas, motoqueiros e agora, também para ambulância e viaturas da Polícia Militar. O objetivo é garantir a trafegabilidade dos moradores da região após a interdição da ponte da TO-255.

Estão em processo de instalação os atracadouros dos dois lados do Rio Tocantins.  Duas balsas farão o trajeto e cada uma terá capacidade de transportar até 300 toneladas. A expectativa da Agência Tocantinense de Transporte e Obras (Ageto) é de que o novo sistema entre em funcionamento até o início de março.

De acordo com o presidente da Ageto, Virgílio Azevedo, os técnicos trabalham na realização de acessos.  “As equipes já estão mobilizadas e, além das obras nos acessos, os técnicos devem iniciar hoje os serviços para construção da rampa da margem oeste”, explicou o gestor.

Entenda

A ponte foi totalmente interditada temporariamente na última quinta-feira, 07, para realização dos trabalhos de avaliação da segurança dos blocos, pilares, vigas e lajes. A decisão final sobre a interdição deve ser divulgada assim que o relatório da inspeção for concluído. A medida visa garantir a segurança dos usuários da estrutura.

Baseado em informações técnicas, a Ageto decidiu liberar o tráfego para veículos de emergência, ou seja, está garantida a passagem de ambulância, carros de polícia, defesa civil e bombeiros. Além disso, motocicletas, bicicletas e pedestres também podem transitar normalmente pela estrutura.

Relatório preliminar da inspeção está disponível  para download   no link abaixo.

 

Arquivo(s)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui