Polícia vai investigar se dinheiro apreendido em Miracema é “crime contra sistema financeiro”

0
1279

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado informou que o homem que portava os R$ 750 e que foi abordado pela PM em Miracema, não soube explicar a origem do dinheiro.

A abordagem aconteceu logo após o homem ter sido deixado no aeroporto da cidade com o dinheiro. Acompanhe a Nota

“NOTA À IMPRENSA”

Assunto: Investigações sobre grandes valores apreendidos em Miracema do Tocantins

A Polícia Civil do Estado do Tocantins informa que foi aberto procedimento investigativo na Central de Atendimento de Miracema do Tocantins para averiguar a origem de grandes valores, em espécie, que estavam sendo transportados em aeronave por funcionário de empresa tocantinense, do Estado de Goiás com destino à Palmas, na manhã deste sábado, 16.

A abordagem do transportador, de 57 anos, foi feita pela Polícia Militar naquele município, durante patrulhamento em área próxima ao local de aterrissagem. Em seu depoimento, J. E. M. não soube explicar a origem ou destinação do dinheiro.

A Polícia Civil do Estado do Tocantins esclarece que, portar moeda nacional dentro do país, independentemente do valor, não constitui crime, se o portador souber explicar a origem dos valores. Do contrário, poderá ser configurado, com o avanço das investigações, dentre outros delitos, crime contra o sistema financeiro nacional.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui