Secretário da Agricultura visita matadouros em construção nos municípios tocantinenses

0
392

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), César Halum, visitou, neste sábado,16, os frigoríficos que estão sendo construídos pelo Governo do Tocantins em oito municípios para atender à comunidade local e regional. A previsão de entrega das obras é agosto deste ano.

Os frigoríficos, com capacidade de abater 50 cabeças de bovino por dia, estão sendo construídos nos municípios de Ananás, Araguanã, Arapoema, Barrolândia, Campos Lindos, Novo Acordo, Ponte Alta do Bom Jesus e Wanderlândia. “A indústria instalada no interior do estado promoverá o desenvolvimento regional, aproximando o produtor pecuarista da unidade de beneficiamento, gerando emprego e oportunidades; além de garantir uma carne de qualidade, inspecionada, assegurando a segurança alimentar à nossa população”, afirmou César Halum.

O secretário ressaltou ainda que a instalação dos frigoríficos é uma forma de aumentar à segurança ao homem do campo, já que o abate clandestino será eliminado.  “É uma das formas de combatermos o roubo de gado nas propriedades, pois os estabelecimento serão abastecidos com carne inspecionada e o ladrão de gado não tem aonde colocar esse gado com a eliminação do abate clandestino, aumentando dessa forma a segurança na zona rural”, assegurou.

O projeto inicial de cada unidade terá área de 883,60m² construída, podendo se estender para abater até 100 cabeças por dia, dependendo da ampliação da câmara frigorífica. O recurso, no valor de R$ 18 milhões, faz parte do acordo de empréstimo do Governo do Estado com o Banco Internacional para a Reconstrução e o Desenvolvimento, no âmbito do Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS).

“É uma obra importante que o governador Mauro Carlesse entregará em breve à população. Temos vários projetos a serem desenvolvdos na Secretaria e pretendemos, a partir de agora, juntos com nossos parceiros: Ruraltins, Adapec, Itertins e Naturatins, realmente fazer uma agropecuária de atitude sustentável. O importante é desburocratizar para alcançarmos resultados em um tempo mais curto”, garantiu o secretário César Halum.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui