Em sessão, Câmara de Paraíso vota e discute projetos importantes para a comunidade

0
441

Do Portal Benício

 

No segundo dia de sessão desta semana, os vereadores de Paraíso discutiram temas sobre geração de emprego, asfalto, ausência do governador Carlesse em Paraíso, concurso público, transporte coletivo, limpeza urbana e Plano diretor de Paraíso.

Sobre a ausência do governador Mauro Carlesse em Paraíso do Tocantins na última segunda-feira, o caso mereceu críticas dos vereadores Adriano Moraes e JC. Adriano lembrou que se tratava do Dia da Mentira e JC voltou a dizer que o Estado está sem comando. Adriano ainda cobrou ação da prefeitura na limpeza do Setor Vila Regina. Segundo ele, falta ação do município naquela região.

Por outro lado, Os vereadores Whisllan Maciel e Josefa Araújo discordaram dos colegas e foram enfáticos ao perguntar: Como o governador vem em nossa cidade e o vereador não comparece? Eles ainda lembraram que suas presenças no local marcado para receber o gestor estadual, o Hospital Regional, foi para cobrar benefícios em prol de Paraíso do Tocantins. “Fomos ao encontro do Governador representar o nosso provo e apresentar suas demandas” disse Whisllan Maciel.

A relação dos pedidos feitos ao governador, através do vice Wanderley Barbosa, foi lida em plenário, e inclui, pavimentação asfáltica, duplicação da TO-080 e vários outros importantes para a cidade de Paraíso.

Josefa ainda ressaltou a importância do projeto Menor Aprendiz e Jovem Aprendiz. E foi cobrado o projeto do executivo que trata do Plano Diretor de Paraíso.

Professor Deley Oliveira, questionou a Casa sobre a falta de interesse do Executivo em promover mudanças no transporte coletivo da cidade. “Será preciso esperar que pessoas morram na BR-153 para se tomar providências?” A pergunta foi em relação ao questionamento de um morador da cidade que cobrou melhorias no transporte público e construção de pontos de ônibus.

Deley Oliveira é o idealizador do projeto Menor Aprendiz e Jovem Aprendiz, que, segundo ele, representará uma ação inovadora no município. Ainda de acordo com Deley, o Projeto deverá ter um processo democrático via Edital, com ampla divulgação na mídia e primar por equidade.

Vanessa Alencar ressaltou que foi cobrado da Previpar a relação de servidores que se aposentaram de 2015 a 2018, para que seja analisada a necessidade de realização de concurso público.

Através da vereadora Josefa Araújo, foi lembrada a grande perda que Paraíso sofreu com a morte do Jornalista e Poeta Ademir Barbosa Rêgo. Neste sentido, foi requerido à prefeitura que seja feita uma homenagem a Ademir com nome em rua ou prédio público.

Ainda nesta terça, foi colocado em votação um projeto do Executivo para desafetação de uma área que será doada a uma empresa. Por se tratar de geração de emprego, a Câmara deve garantir a aprovação, mas cobrou o fato de a prefeitura não pavimentar a Rua que liga o Hospital Regional de Paraíso ao Setor Nova Esperança.

A Câmara comemorou a chegada do mamógrafo em Paraíso. O aparelho foi adquirido pela prefeitura, porém, a indicação foi feita pelos vereadores através de emenda impositivo.

A Câmara criticou o fato de a prefeitura ter anunciado a chegada do mamógrafo, sem ressaltar o fato de que foram os parlamentares  os responsáveis por sua aquisição. O orçamento impositivo deve ser aplicado no benefício que a Câmara indicar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui