Em parceria com a Marinha, policiais civis e militares formam-se tripulantes de embarcações de Estado

0
460
O conteúdo programático contava com matérias como: noções básicas de navegação, sobrevivência do náufrago, motores, legislação e primeiros socorros.
Estão habilitados para tripular ou conduzir pequenas embarcações de até oito metros de comprimento, quarenta e um alunos que realizaram o curso Especial para Tripulação de Embarcações de Estado no Serviço Público, sediado pela Escola Superior de Polícia (ESPOL) durante a semana.
A cerimônia de encerramento aconteceu nesta sexta-feira, 03, na sede da Capitania Fluvial do Araguaia-Tocantins e os policiais civis do Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE), peritos oficiais, servidores da ESPOL e da Casa Militar, que participaram do curso, receberam, na ocasião, o Certificado de Conclusão do Curso e a Carteira de Patrão de Embarcação.
A diretora da ESPOL, Ludmila Cesarino falou sobre a satisfação dessa parceria entre SSP e Marinha. “O curso foi sediado na ESPOL e, para nós, é uma satisfação imensa ter feito parte dessa parceria e ter ajudado a promover um curso tão esperado. O Tocantins é banhado por grandes e imponentes rios, como o Araguaia e o Tocantins, então reconhecemos a importância dessa capacitação aos servidores da Segurança Pública do estado”.
Especializado no encontro de provas periciais, mediante a análise científica de vestígios produzidos e deixados na prática de delitos, os peritos oficiais realizam a análise da cena de crime, coletando, interpretando e armazenando vestígios, são responsáveis por estabelecer a dinâmica e a autoria dos delitos e realizar a materialização da prova. Para o perito criminal, Cleudson de Araujo Correa, o curso chegou na hora certa e o aprimorou para realização de perícias em situações de afogamentos, por exemplo, onde ele precisa fazer a perícia em regiões que envolvem rios ou lago.
“A perícia atua tanto na terra quanto na água, já é comum nossa atuação em rios aqui no Tocantins, infelizmente temos problemas de afogamentos e de embarcações que vão a pique. Esse curso chegou em um excelente momento e foi essencial”.
O tenente coronel Valdeonne Dias, da Casa Militar, que também recebeu certificação, destacou o envolvimento das forças de segurança no decorrer do curso e ressaltou essa integração. “Sabemos que o Tocantins é um estado banhado por rios importantes, por isso, esse curso foi extremamente importante e válido, já que utilizaremos muito conhecimento que adquirimos durante a capacitação. O envolvimento de todos foi importante, tanto as forças estaduais quanto a Marinha”.
O capitão dos Portos do Araguaia-Tocantins, capitão de fragata Cláudio Alberto Teixeira Ramos, em sua fala, lembrou a todos o papel importante dos novos formandos. “A partir de agora, consideramos todos os formandos como fiscais da segurança da navegação consciente, da salvaguarda da vida humana e da prevenção da poluição hídrica dos nossos lagos. O mais importante de tudo é a conscientização dos condutores e daqueles que usam as embarcações”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui