Atlético Mineiro vence Flamengo por 2 x 1 no Independência

0
726

Em uma noite de golaços, o Atlético-MG venceu o Flamengo, por 2 a 1, neste sábado,no Independência, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Cazares e Chará fizeram os gols do Galo e Bruno Henrique, o do Rubro-Negro. Com um a menos durante toda a segunda etapa, o time mineiro abriu vantagem logo após a volta do intervalo e resistiu à pressão dos comandados de Abel Braga.

Fla vai para cima

Depois do empate sem gols com o Santos pela Copa do Brasil, o Atlético entrou em campo determinado a melhorar o desempenho diante de sua torcida. Quem tomou a iniciativa nos primeiros minutos de jogo, no entanto, foi o Flamengo. O quarteto da frente rodava a bola de forma envolvente. Bruno Henrique e Gabigol obrigaram Victor a fazer grandes defesas antes dos 20 minutos.

Galo acorda

Depois do sufoco, o Galo conseguiu equilibrar a partida e prender mais a bola no ataque. Ricardo Oliveira, de primeira, quase abre o placar após cruzamento da direita. Minutos mais tarde, em uma lambança da zaga do Flamengo, Rodrigo Caio errou na saída de bola e chutou em cima de Oliveira. A bola sobrou para o equatoriano Cazares, que, com muita frieza, invadiu a área, driblou dois marcadores e marcou um golaço no Horto.

Resposta imediata

A alegria dos atleticanos durou pouco. No lance seguinte, o Rubro-Negro deu a saída, rodou a bola e Arão achou Bruno Henrique na esquerda. O atacante cortou Guga e acertou um belo chute de canhota para empatar o jogo. No fim da primeira etapa o Galo ainda sofreu uma baixa com a expulsão de Elias, por um carrinho violento em Renê

Noite dos gringos

Mesmo com um a menos, o time mineiro não se intimidou. No primeiro minuto da etapa final, mais um golaço foi marcado por um estrangeiro. Léo Duarte cortou mal de cabeça e o colombiano Chará deixou o Galo na frente outra vez, com um chute de primeira quase sem ângulo. Na comemoração, a famosa dancinha do atacante.

Pressão no fim

Abel colocou em campo os atacantes Vitinho, Linclon e Berrío e o Rubro-Negro fez uma forte pressão sobre os rivais. O Atlético, totalmente recuado, entretanto, resistiu bravamente até o fim. Destacaram-se Victor, com grande defesa em chute de Renê, e Luan, que conseguiu três importantes desarmes. Nos acréscimos, tensão com a análise de possível pênalti para o Fla pelo VAR, mas os árbitros não enxergaram infração e a partida foi encerrada.

Lance!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui