Flamengo bate Botafogo e segue na luta pela liderança

0
283

Emoção e intensidade. Foi da maneira que o torcedor sempre quer ver um clássico regional. Neste domingo, o Flamengo venceu o Botafogo por 3 a 2, no Maracanã, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Gabigol, Bruno Henrique e Gerson, que foi um dos destaques, fizeram para os Rubro-negros. Do lado Alvinegro, Cícero e Diego Souza colocaram ânimo na partida.

Com o resultado, a equipe comandada por Jorge Jesus permanece na terceira posição, com 24 pontos, com sete vitórias, três empates e duas derrotas, e briga pela liderança. Do outro lado, o time Barroca caiu para nona colocação, com 16 somados, e tem cinco triunfos, um empate e seis revés.

Os clubes voltam a campo na quarta-feira, às 21h30. Pela Copa Libertadores, o Flamengo encara o Emelec no Maracanã, com esperança de reverter placar da partida de ida. Pela Sul-Americana, o Botafogo enfrenta o Atlético-MG, na Arena Independência e também está em desvantagem. Pelo Brasileiro, os rubro-negros encaram o Bahia, às 16h, no domingo, na Fonte Nova. Também fora de casa e no mesmo dia, os Alvinegros jogam contra o Avaí, às 19h, na Ressacada.

ENFIM, BALANÇOU A REDE
Com o embalo da torcida, o Flamengo tomou as ações do jogo e se impôs, com duas chances de Bruno Henrique. Contudo, em chegada do Botafogo, o zagueiro Rodrigo Caio sentiu o posterior da coxa esquerda. Assim que foi substituído, em escanteio cobrado por Jonathan, Cícero se antecipou na jogada, cabeceou e a bola morreu lá dentro. Primeiro gol dos Alvinegros após quatro jogos sem balançar a rede – último tinha sido contra o CSA antes da pausa para Copa América.

O PRIMEIRO A GENTE NUNCA ESQUECE
Após o gol, a equipe rubro-negra pareceu não sentir a pressão de correr atrás do resultado. O time era o que tinha as melhores chances e continuaram com a posse de bola. Em uma das investidas, Gerson recebeu passe de Rafinha na direita, puxou para o meio e soltou o pé para marcar seu primeiro gol com a camisa do Fla e coroar a boa atuação. Os Alvinegros, muito recuados, buscaram emplacar contra-ataques, porém ineficientes.

GOLS E PROVOCAÇÕES 
Em boa trama entre Rafinha e Gabigol, o lateral cruzou, a defesa tentou tirar o perigo e o atacante pegou a sobra em um belo chute. Na comemoração, o atleta fez o famoso ‘chororô’ para provocar a torcida adversária. Pelo Botafogo, em cobrança de falta, Diego Souza chamou a responsabilidade e arriscou um belo chute no canto esquerdo de Diego Alves. A torcida do Flamengo perdeu paciência com o goleiro, que falhou no gol. O camisa 7 do Alvinegro comemorou demais e deu aquela provocada para os torcedores do rival.

PRA FESTEJAR!
Não muito tempo depois, o Fla conseguiu uma reação. Rafinha fez grande jogada pela direita, tabelou com Gabigol, que desmarcou e tocou para Bruno Henrique, quase dentro do gol, colocar os rubro-negros na frente. No fim, o segundo artilheiro do Brasileirão, ao lado do camisa 9, desperdiçou mais uma chance e poderia ter ampliado. Apesar da luta do Botafogo, o triunfo do clássico ficou com os Rubro-negros. Pode se chamar uma vitória do alívio!

Lance!Terra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui