Fomento da apicultura no Tocantins é tema de seminário em Araguaína

0
189

Mariah Soares/SECOM

Com o objetivo de incentivar a preservação das espécies polinizadoras, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) e parceiros realizam o VIII Seminário Estadual de Apicultura e o II Seminário Estadual de Meliponicultura.  Os eventos acontecem em Araguaína, quinta-feira, 15 e sexta-feira, 16. A abertura ocorre na quinta-feira, 15, às 13h30, no auditório Cimba, no Campus da Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Na abertura, serão entregues os materiais e equipamentos de insumos aos cinco pesquisadores contemplado no Edital da Seagro em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins (FAPT) para projetos de pesquisa nas áreas de apicultura e meliponicultura no Tocantins.

Conforme o resultado do edital nº 01/2018, publicado em maio deste ano, foram contemplados pelo Instituto Federal do Tocantins (IFTO) os pesquisadores: Dr. Francisco de Assis Uchoa e Dr. Herbert Lima Batista. Os pesquisadores Dr. Cláudio Henrique Clemente Fernandes e Dr. Afraim de Santana de Sousa venceram o certame pela Unitins e o Dr. Conceição Aparecido Previero, pelo CEUL/Ulbra. Esta é mais uma das metas cumpridas Planejamento Estratégico da Apicultura do Tocantins 2016/2019,

Seminários

Baseados nos eixos: Conhecer para preservar; Preservar para produzir; Produzir para sustentar e Sustentar para desenvolver, os seminários são oportunidade de acesso ao conhecimento acerca da atividade no Tocantins e troca de informações e experiências de sucesso, apresentados nos formatos de palestras, oficinas, mesa redonda e debate.

Uma das ações do Planejamento Estratégico da Apicultura do Tocantins 2016/2019, os seminários concluem uma das metas do planejamento executado da Câmara Setorial da Apicultura.

A médica veterinária e responsável pela a ação, Érika Jardim destaca que os materiais e os equipamentos para implantação dos apiários e meliponários didáticos  “são importantes instrumentos para levantamento de dados e informações sobre a apicultura no estado, como espécies de abelhas, flora e  flores para realizar o manejo adequado das abelhas propiciando o políticas públicas para o desenvolvimento da atividade”.

Autora de artigos científicos sobre a apicultura do Tocantins, Érika Jardim explica que segmento apícola no estado é formado por cerca de 1,3 mil apicultores congregados em mais de 50 associações, duas cooperativas e uma federação.

Para a técnica, a apicultura constitui-se uma das atividades agropecuárias de grande potencial no Tocantins, produz 230 toneladas de mel por ano. Além da importância econômica, a atividade produz impacto social, pois vem sendo praticada, principalmente, por pequenos produtores da agricultura familiar, que têm na apicultura uma alternativa para complementação da renda.

“O setor é extremamente importante no que diz respeito à inclusão econômica e social de produtores de baixa renda, bem como para a preservação do meio ambiente, o que torna a atividade sustentável economicamente, tecnicamente e ambientalmente”, frisa Érika Jardim.

Parceiros realizadores

Seagro; Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins);  Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec); Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins (FAPT); FAET; Senar; Sebrae; Universidade Federal do Tocantins (UFT); CEUL/Ulbra; Sistema OCT; Sindicato Rural de Araguaína; IFTO; Faculdade Católica e a Federação Tocantinense de Apicultura (Fetoapi).

As inscrições podem ser feitas on-line no link.

Programação em anexo:

Arquivo(s)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui