Cinco reeducandos trabalham na obra de melhoria da Casa de Prisão Provisória de Paraíso

0
721

Tendo como objetivo proporcionar um ambiente adequado aos reeducandos e fomentar a ressocialização através da promoção de trabalho, a Casa de Prisão Provisória (CPP) de Paraíso está realizando melhorias na estrutura da unidade com contribuição voluntária de reeducandos e a utilização de blocos de concreto produzidos na própria unidade.

A obra de melhoria está sendo realizada por cinco reeducandos, dois estão desenvolvendo as atividades de pedreiros, dois de eletricistas e um de jardineiro, juntos estão pintando toda unidade, adequando às cores padrões, instalando novas portas, reformando o telhado da unidade, entre outros. Os apenados que realizam as atividades na unidade tem remição de um dia de pena a cada três dias trabalhados, assim como prevê a Lei de Execução Penal.

De acordo com o diretor da unidade, Lucas Estevão dos Santos Pereira, a participação dos reeducandos nos trabalhos de manutenção auxilia no processo de ressocialização. “Nós sempre pensamos na segurança de todos, dessa forma, investimos na melhoria de vários aspectos da unidade e unimos isso ao trabalho, pois utilizando a mão de obra dos próprios reeducandos estamos proporcionado um melhor ambiente carcerário, provendo uma pena mais humanizada e ressocializadora”, afirmou.

O diretor também ressaltou que a fábrica de concretos alocada na própria unidade contribui diretamente no trabalho de manutenção do local. “Temos dentro da nossa unidade a fábrica de concretos, facilitando o desenvolvimento das obras na CPP. Nós compramos os insumos e a produção é toda destinada às obras e melhorias na nossa estrutura”, explicou.

Para o reeducando, J.D.S.P.S, de 31 anos, as atividades desenvolvidas auxiliam no bem-estar dentro da unidade. “É muito bom contribuir com os trabalhos na unidade, pois ocupamos a mente, dormimos melhor e aprendemos mais, além disso, podemos remir a pena e ir mais cedo para casa”, relatou.

Obras finalizadas       

O trabalho desenvolvido na unidade já trouxe resultados positivos para o ambiente carcerário, através da construção de uma escola prisional, inaugurada no dia 5 de agosto, que proporcionou o acesso de 15 reeducandos a atividades educacionais. Outro benefício acarretado pelo trabalho na casa penal foi à construção da Unidade Básica de Saúde (UBS) que teve obras finalizadas no inicio do mês e será inaugurada após o recebimento dos equipamentos.

Visitas técnicas

A fim de manter o bom funcionamento dos estabelecimentos prisionais do Tocantins, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio do Setor de Obras, realiza visitas periódicas nas unidades prisionais no Tocantins. Durante a fiscalização são produzidos relatórios e registros fotográficos para a comprovação do que está sendo feito no local.

O analista de projetos e obras civis e arquitetônicas da Seciju, Pablo Nunes Sousa, que realizou visita na Casa de Prisão Provisória de Paraíso, na quinta-feira, 23, explicou que o trabalho desenvolvido pelo setor é essencial para o bom desenvolvimento das atividades nas unidades. “O setor de obras realiza essa visita de forma periódica, para poder realizar o acompanhamento e adequação das unidades ao padrão do Sistema Penitenciário e Prisional (Sispen). Dentro disso, auxiliamos na aquisição de materiais para melhoria da unidade, produzimos relatórios sobre o trabalho desenvolvido e fiscalizamos a forma como o mesmo está sendo desempenhado”, esclareceu.

ASCOM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui