Com recuperação surpreendente Avelino volta a dirigir e reassume cargo nesta segunda

0
934
PREFEITO DE PARAÍSO DO TOCANTINS, MOISÉS AVELINO

Da Redação

Para quem esperava que o prefeito, Moisés Avelino MDB, fosse continuar afastado da prefeitura de Paraíso do Tocantins, devido ao seu problema de saúde, a surpresa foi grande. O gestor, que já está na cidade e nesta segunda-feira, 11, reassume normalmente seu cargo, teve uma recuperação que causou surpresas. Oficialmente Avelino já reassumiu desde o dia 1º de novembro.

Além de voltar a trabalhar no comando da gestão municipal, Avelino voltou a dirigir. Seu novo veículo é um Geep automático, o que lhe permite acompanhar de perto todas as ações de sua administração. Aliás, nesta segunda-feira ele deverá requerer que seja apresentado um levantamento geral sobre as ações de cada chefe de repartição municipal. A ideia é manter o mesmo nível que sua gestão vinha tendo antes.

Não há previsão de afastamento. O fim do primeiro ciclo de tratamento de um tumor ósseo no fêmur terminou no final do mês passado, quando também terminou seu prazo de licença da prefeitura. Durante todo esse tempo, os medicamentos a que se submeteu não provocaram nenhuma reação adversa, o que fez com que Moisés Avelino retornasse à vida normal.

Caso o prefeito tenha que se afastar por mais alguns dias, isso só deverá acontecer em junho de 2020. Até lá ele poderá até ir a São Paulo, mas sem a necessidade de se afastar do cargo.

POLÍTICA 2020

Outra surpresa para quem acreditava no fim da vida pública do gestor paraisense, é o fato de que ele irá conduzir o processo político da situação. Somente uma coisa está certa neste momento: É Avelino que vai indicar o nome do candidato vice-prefeito do MDB em 2020, caso Celso Moraes, seja confirmado como candidato do Partido.

Neste sentido, o MDB, que no município de Paraíso é presidido há anos pelo fiel escudeiro, Alípio Barbosa Neto, teria, como antecipou o Jornal Correio do Povo, chapa puro sangue. Não haverá junção na majoritária da situação em 2020. Isso só ocorrerá, caso os próximos movimentos políticos da cidade provocarem mudanças radicais no processo eleitoral, e isso inclui os pré-candidatos da prefeitura.

O momento é de surpresa pela reação de Moisés Avelino perante ao seu problema de saúde. Posteriormente, essa surpresa poderá alcançar outros rumos do processo político paraisense. Ele também deverá surpreender em 2022.

Tudo é possível…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui