Em Paraíso: Vereador consegue impedir continuidade de derrubada de árvores para construção de fórum

2
5177

Da Redação

Uma manhã tensa e com ações de destruição de árvores centenárias que há anos foram plantadas na área do antigo DNER (atual DENIT) em Paraíso do Tocantins.

A retirada das árvores, em sua maioria grandes mangueiras, é para dar lugar ao prédio definitivo do fórum da cidade. A área, de 9,9 mil m² localizado na avenida Bernardo Sayão, foi doada ao Tribunal de Justiça do Estado. Depois de pronta, a obra, que é de responsabilidade da construtora Coceno, terá custado aos cofres públicos o valor de quase R$ 10 milhões de reais.

A imagem pode conter: céu, árvore, nuvem, atividades ao ar livre e natureza

Máquinas pesadas foram utilizadas para arrancar as árvores. No entanto, a presença e o protesto do vereador paraisense, Professor Deley Oliveira, provocou a paralisação dos serviços, mesmo que provisoriamente. Na Câmara, o Vereador foi favorável à doação do terreno, mas protestou em relação à falta de um projeto humano, que preservasse pelo menos parte das árvores existentes no local.

Após várias discussões, um encarregado entrou em contato com o engenheiro responsável pela obra, José Henrique Dahdha, que determinou a paralisação dos serviços até novas ordens. O vereador, professor Deley Oliveira, foi orientado a procurar o fórum de Paraíso para explicar a situação que o deixou indignado. De imediato ele se dirigiu ao judiciário para esclarecer o caso.

A imagem pode conter: Deley Oliveira, em pé, árvore, atividades ao ar livre e natureza

“Penso que não houve uma inteligencia humana de proteção da natureza. É triste observar que são árvores saudáveis e que deveria ter feito um estudo para aproveitá-las. Os moradores do Setor Jardim Paulista e outros setores da região utilizam esse espaço para fazer caminhada e vender seus produtos. Fui a favor da doação, mas sou totalmente contra essa devastação. Isso aqui já é um alerta, porque outros órgãos ainda vêm pra cá e certamente mais árvores serão derrubadas. Precisamos preservar pelo menos as árvores que estão de frente para a Avenida Bernardo Sayão” disse o Vereador, que também postou um vídeo nas redes sociais.

VISITA DA DIRETORIA DO TJ AO LOCAL DA OBRA EM MARÇO DE 2018

Parte da área do antigo DNER também foi doada a outros órgãos ligados ao judiciário. Para construir suas sedes no local provavelmente vão propor a derrubada de mais árvores.

A imagem pode conter: nuvem, céu, atividades ao ar livre e natureza

Além disso, a destruição não ocorre apenas no local onde o fórum será construído. A empresa responsável pela obra decidiu jogar todo o entulho, de forma definitiva, em uma área onde será construído as vias paralelas à canalização do Córrego Pernada. Distante apenas 500 metros do antigo DNER.

A imagem pode conter: planta, árvore, atividades ao ar livre e natureza

No local, que fica na Rua João Alves, atrás da Rua Presidente Tancredo Neves, entre o centro da cidade e o Setor Jardim Paulista, outras árvores também estão sendo destruídas pelas máquinas que empurram o entulho para dentro de um grande buraco.

A imagem pode conter: árvore, planta, céu, atividades ao ar livre e naturezaREGIÃO DO CÓRREGO PERNADA ONDE ENTULHO ESTÁ SENDO JOGADO

Ainda não há informações sobre qual a recompensa que o Tribunal de Justiça do Estado fará ao meio ambiente e à população, pela destruição das dezenas de árvores centenárias nesta manhã em Paraíso do Tocantins. Durante a ação com o uso de máquinas pesadas, não foi possível registrar a presença de nenhum integrante da diretoria do meio ambiente da prefeitura local. As mangueiras foram arrancadas exatamente no período em que estava produzindo frutos.

ELEFANTES BRANCOS

Resultado de imagem para fórum de porto nacionalFórum de Porto Nacional-TO

Os prédios que serão construídos no antigo DNER são tratados em outros municípios como “elefantes brancos”. Ou seja, servem apenas aos interesses do judiciário. Aos finais de semanas e feriados são estáticos e sem nenhuma serventia para a população. Em Porto Nacional, por exemplo, as sedes do fórum e do Ministério público foram construídas em uma área próximo ao aeroporto, que fica afastada do centro da cidade e não são consideradas áreas nobres, como ocorreu em Paraíso do Tocantins.

A imagem pode conter: nuvem, céu, montanha, atividades ao ar livre e naturezaA imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, árvore, planta, atividades ao ar livre e naturezaA imagem pode conter: planta e atividades ao ar livre

O caso continua…

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Passei agora a pouco frente ao Dnit e a derrubada de árvores continua isso é uma vergonha destruindo a natureza essas árvores já existem a mais de décadas na nossa cidade…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui