O Paraíso do lixo: Sem fiscalização cidade tem lixões espalhados pelas ruas

0
262

Da Redação

Cartão Postal: Nosso lixo…nosso luxo.

Paraíso do Tocantins ostenta uma prática que não causa inveja a nenhuma outra cidade do Estado, mas que há anos passa despercebida aos olhos da população e, principalmente da prefeitura municipal.

Trata-se dos lixões que ficam espalhados dentro de contêineres por praticamente todas as ruas e avenidas da cidade.

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

A Redação do Portal Benício fez um levantamento em apenas algumas das ruas do centro de Paraíso e observou que falta consciência por parte da população e nenhuma atitude da fiscalização municipal em relação ao assunto.

A imagem pode conter: céu, árvore e atividades ao ar livre

O problema está em todas as partes. De animais mortos, várias espécies de mosquitos e insetos e até plantas quase produzindo frutos podem ser encontrados nesses depósitos móveis, que chagam a ficar até 6 meses atrapalhando o trânsito e o visual da cidade, além do mau cheiro.

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

A Redação foi informada de que não existe uma lei específica que normatize a situação. O locador de um contêiner, por exemplo, não tem nenhuma responsabilidade sobre o problema que ele vai causar. Já os vizinhos aproveitam para jogar todo tipo de lixo residencial dentro da caçamba que passa a ser um depósito de lixo em vias públicas.

O que existe é apenas um compromisso para que as empresas joguem o lixo molhado no local de lixo molhado e lixo seco no local de lixo seco. Apenas.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e atividades ao ar livre

Quanto às empresas que alugam os contêineres, elas tentam trabalhar com valores à vista e determinam um prazo de até 7 dias para recolhimento do coletor, no caso de entulho residencial. No entanto, e na maioria das vezes, esse prazo não é obedecido e novos lixões vão surgindo pelas avenidas.

A imagem pode conter: atividades ao ar livre e comida

Em alguns casos, o que estaria causando esse problema seria o fato de falta de pagamento de locação, segundo o proprietário de uma empresa. Ou seja, muitos clientes alugam os contêineres e demoram fazer o pagamento. Consequentemente a empresa não recolhe porque corre o risco de não receber. Em outras situações, o depósito não enche e não é solicitada a sua retirada.

A imagem pode conter: sapatos e atividades ao ar livre

É exatamente aí que entraria a fiscalização da prefeitura, para evitar que o restante da população sofresse as consequências, inclusive de contrair doenças e sofrer sérios acidentes que normalmente ocorrem em função desse aparelho.

A imagem pode conter: atividades ao ar livreA imagem pode conter: árvore, céu e atividades ao ar livre

As imagens contidas aqui se referem a apenas alguns locais do centro da cidade.

*Portal Benício deixa espaço aberto para esclarecimentos de pessoas, empresas ou órgãos que tenham sido citados na matéria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui