Coronavírus: Irã abre valas comuns em cemitério a 130km de Teerã

0
290

Várias imagens de satélite publicadas mostram a escavação de uma nova área em um cemitério na periferia da cidade de Qom, no Irã. A construção das valas comuns preocupa a população, que acredita que o coronavírus no país tem proporções muito maiores do que aquelas que as autoridades anunciam.

As imagens publicadas pelo jornal norte-americano The New York Times mostram duas valas, cada uma com cerca de 100 centímetros de comprimento, escavadas no cemitério de Behesht-eMasoumeh, a cerca de 130 quilômetros de Teerã. Desde fevereiro que o governo iraniano é acusado e mentir sobre a escalada do novo coronavírus no país.

A população acredita que as valas comuns estão sendo cabertas para “lidar com o aumento das mortes por Covid-19” no país, diz o jornal Arab News.

A abertura das valas comuns começou em 21 de fevereiro, poucos dias depois de o país ter anunciados os primeiros casos. A construção está bastante acelerada, disse um especialista da Maxar Technologies.

“As escavações são a evidência mais recente de que o Irã esconde a verdadeira extensão do vírus, que já matou até membros do governo”, afirma um cidadão do país ao jornal britânico The Guardian.

Em 24 de fevereiro, período em que as valas começaram a ser escavadas, um deputado de Qom acusou o Ministério da Saúde de mentir sobre a escalada do vírus, afirmando que já havia 50 mortes no país, no momento em que o ministério informava que apenas 12 pessoas haviam morrido por infeção do novo coronavírus em todo o país.

O Irã é o terceiro país do mundo com maior número de infectados, depois da China e da Itália. O país tem mais de 10 mil infectados e mais de 400 mortes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui