Governo do Tocantins promove campanha de promoção à vida, Setembro Amarelo

0
89

Com o objetivo de adotar práticas eficazes de prevenção ao suicídio, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), da Gerência da Rede de Atenção Psicossocial/Diretoria de Atenção Especializada/SPAS, divulga a campanha Setembro Amarelo – Promoção da Vida, referente ao Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, lembrado no dia 10 de setembro. A área técnica promoverá ações de sensibilização e conscientização da população durante todo o mês.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nove em cada dez mortes por suicídio podem ser evitadas, mas por se tratar de um assunto ainda bastante delicado e pouco comentado, muitas vezes as pessoas que precisam de ajuda passam despercebidas. O objetivo da campanha este ano é transformar essa realidade, observando os aspectos psicológicos, econômicos, sociais e políticos, que definem como o ser humano entende sua vida. Os debates levarão ainda em consideração o desafio que a pandemia coloca acerca do isolamento e do distanciamento social.

“Esse é um momento muito importante na agenda da saúde, porque buscamos um cenário de saúde mental inclusivo a todos. É importante falarmos sobre a promoção da vida e da saúde mental durante este mês e evitarmos a potencialização do efeito contrário que a campanha propõe. Falar de suicídio é essencial, mas é necessário focar nas ações que o previnem do que propriamente no fato. Então, buscar saber como melhorar relações sociais, condições de trabalho, habilidades emocionais, escuta, acolhimento, construção de espaços coletivos de pertencimento social, entre outros é fundamental”, afirma a psicóloga e diretora de Atenção Especializada da SES, Dhieine Caminski.

Ainda segundo a diretora, “é preciso maior conscientização da população de que suicídio não precisa mais ser um tabu e que a saúde é um dispositivo em que toda pessoa em sofrimento, mental ou sociopolítico, pode procurar por escuta qualificada por meio dos pontos da Rede de Atenção Psicossocial e contar com atendimento multiprofissional”, destaca.

A assistência redobrada para pessoas que já tentaram suicídio é uma das estratégias da campanha. “Pacientes que já tentaram suicídio alguma vez são cerca de seis vezes mais propensos a tentar novamente, o que os enquadra em grupo de risco ainda maior. Nossa missão é informar a sociedade de que suicídio é um problema de saúde pública, que pode sim ser prevenido”, pontua a psicóloga e gerente da Rede de Atenção Psicossocial da SES, Maria de Fátima Vieira.

A especialista lembra ainda que, atualmente, as condições sociopolíticas do sofrimento mental estão cada vez mais aparentes nos casos de tentativa de suicídio, e isso é um alerta sobre como as medidas de prevenção necessitam de articulação intersetorial e que envolvam a todos.

Outro ponto que a campanha de 2020 visa é que, nem toda pessoa que pensa ou tenta suicídio possui algum transtorno ou doença mental; e nem mesmo que toda pessoa acometida por algum tipo de transtorno ou distúrbio vá cometer suicídio. “Precisamos conhecer os fatores de risco e estar atentos a eles. Por isso a importância dessa campanha ocorrendo junto aos municípios, para que possam ser desenvolvidas estratégias voltadas para a qualidade de vida e de prevenção do sofrimento mental e isolamento para estas pessoas, além de promover a educação permanente dos profissionais de saúde de toda a rede de atenção psicossocial, que trabalham direta ou indiretamente com a saúde mental”, enfatiza Maria de Fátima Vieira.

O Tocantins dispõe de Centros de Apoios Psicossociais nos seguintes municípios: Araguatins, Augustinópolis, Buriti do Tocantins, Colinas do Tocantins, Dianópolis, Formoso do Araguaia, Gurupi, Miracema do Tocantins, Palmas, Paraíso do Tocantins, Pequizeiro, Porto Nacional, Sítio Novo, Taguatinga e Tocantinópolis.

Ajuda

Vale ressaltar que o Estado do Tocantins possui uma ampla rede de Centros de Apoios Psicossociais e, caso necessário, a pessoa pode buscar ajuda nas unidades básicas da Rede de Atenção Psicossocial em seu município de referência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui