Governador Carlesse debate com Comitê de Crise retomada gradativa das aulas, abertura de parques e visitas aos presídios

0
49

Em reunião do Comitê de Crise para Prevenção da Covid-19, realizada na tarde desta segunda-feira, 28, o governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, debateu juntamente com os demais membros a retomada gradativa das aulas presenciais, bem como das visitas de familiares e advogados dos privados de liberdade, e ainda, sobre a reabertura dos parques estaduais.

Ao apresentar o panorama da Covid-19 no Tocantins, o secretário de Estado da Saúde (SES), doutor Edgar Tollini, destacou que a Gestão Estadual tem cumprido o seu papel. “Em termos de leitos Covid-19, estamos em ótimo nível de capacidade e ainda temos leitos a ampliar. Implantamos mais de 400 leitos para tratamento da Covid-19, e hoje temos uma taxa de ocupação de 34% desses leitos, a menor desde o mês de julho. Em Palmas, já estamos pensando na desmobilização dos leitos clínicos no Hospital Geral de Palmas para que o mesmo volte a sua finalidade, que é o atendimento de urgência e emergência”, pontuou.

O secretário de Estado da Saúde ainda falou sobre remoções de pacientes e oferta de testes. “As remoções de pacientes estão sendo desnecessárias hoje; já chegamos a registrar 5 mil km rodados em um só dia, com essas transferências de pacientes para os locais com leitos disponíveis. O nosso Laboratório Central voltou para sua capacidade, realizando 2 mil testes por dia, sem necessidade de enviar amostras para análise fora do Estado. Estamos muito melhor preparados do que no início da pandemia, observando e respeitando todos os protocolos de segurança em saúde”, complementou.

Aulas presenciais

A secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar, informou que, ainda em outubro, as aulas presenciais retornarão de forma gradativa na rede pública estadual. “Estamos sempre em diálogo com a Secretaria de Saúde e o protocolo de medidas de segurança para retomada das aulas presenciais está pronto, devendo ser revisado em conjunto com a Saúde. Ainda não posso precisar uma data, mas é certo que, já no mês de outubro, vamos retornar às aulas presenciais também de forma gradual; assim como fizemos na modalidade não presencial, observando todos os protocolos de segurança”, afirmou.

A secretária Adriana Aguiar ainda destacou que a pasta tem se preocupado com a questão da segurança no transporte escolar e da disponibilização de equipamentos de proteção individual (EPIs), tanto para os alunos quanto aos servidores, assim como a devida higienização das escolas e a garantia da merenda escolar.

“No Estado do Tocantins, com a retomada das aulas não presenciais, desde o dia 29 de junho para os alunos do 3º ano, conseguimos assegurar a todos eles a conclusão do ano letivo 2020 ainda este ano, de forma que suas carreiras não sejam prejudicadas. E eles também serão os primeiros a retornar na modalidade presencial, e sucessivamente as demais séries. Tudo pensado com cautela, porque a maioria dos municípios segue o sistema educacional do Estado, ou seja, nossas decisões os impactam diretamente”, ponderou Adriana Aguiar.

Visitas aos presídios

Quanto à retomada das visitas, tanto de familiares quanto dos advogados das pessoas privadas de liberdade que cumprem pena no sistema penitenciário do Tocantins, o secretário de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), Heber Luís Fidelis, informou que, já em outubro haverá a retomada de forma gradativa, inicialmente a cada 30 dias. “A nossa maior preocupação era a contaminação da massa carcerária e com isso levar mais problemas para a rede de saúde. Tivemos o contágio de 469 presos, mas conseguimos resolver dentro do próprio sistema, e hoje é quase zero o número de casos. Vamos retomar as visitas, tanto dos familiares quanto dos advogados e defensores públicos, com todos os protocolos de segurança, de aferir a temperatura, uso de EPIs e distanciamento. Inicialmente a cada 30 dias, com muita calma e cuidados com os nossos privados de liberdade”, destacou o titular da Seciju, lembrando que atualmente é assegurado o contato via telefone e webconferência.

Transparência nos gastos

Finalizando a reunião, o secretário de Estado da Fazenda e Planejamento, Sandro Henrique Armando, ressaltou que mesmo enfrentando a pandemia comum a todos os entes federados, o Tocantins tem controle de seus gastos. “O Estado vem passando bem e com controle de gastos. Vem superando a crise com bastante tranquilidade e vai fechar o ano com controle de gastos, usando a inteligência fiscal. Desde o início da pandemia, o Tocantins investiu R$ 180 milhões [dados até o 2º quadrimestre] no enfrentamento à Covid-19, focado na área da saúde, na assistência social, entre outros”, destacou.

O secretário de Estado da Comunicação, Élcio Mendes, complementou que o Estado tem tido total transparência na divulgação, tanto dos números da Covid-19 quanto dos gastos. “Na questão da transparência dos dados, o Tocantins alcançou um índice excelente e teve ainda reconhecimento nacional pela implantação de mais 400 leitos. Têm estados mais populosos que investiram bem menos na criação de novos leitos. O Tocantins agiu com antecedência já desde o primeiro possível caso, adotando protocolos de enfrentamento e preparando a rede pública de saúde. A gente vê nos números um momento de desaceleração, mas os cuidados de combate e prevenção continuam, porque é uma doença letal. Sabemos que ainda temos muito trabalho, mas estamos otimistas”, ponderou.

O governador Mauro Carlesse destacou a união de todas as entidades que compõem o Comitê de Crise. “A gente vê que o Estado do Tocantins é de fato diferente, onde todos trabalham em conjunto, de forma que a população tenha confiança e os investidores também. E a nossa missão é essa, servir à comunidade, ter pontualidade quanto aos seus compromissos e atrair mais crédito para investirmos mais. Gradativamente vamos voltando à normalidade, com a abertura dos nossos parques para visitação, retomada das aulas, assegurando direitos, de forma que o tocantinense volte a trabalhar e sustentar suas famílias, pois muitas foram bastante afetadas com essa pandemia”, finalizou o Chefe do Executivo.

A reunião contou ainda com representantes do Ministério Público Estadual, Defensoria Pública, Tribunal de Contas do Estado, Exército, Marinha, Infraero, Casa Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui