Prefeitura de Paraíso faz entrega de prédio para instalação da Universidade da Maturidade (UMA)

0
144

O prefeito Moisés Avelino entregou na manhã desta segunda-feira, dia 21, o imóvel onde será instalada a Universidade da Maturidade (UMA) para pessoas com idade superior a 45 anos, alfabetizadas ou não, com aulas gratuitas que acontecerão duas vezes por semana, no período vespertino. O coordenador da Universidade, Luiz Simésio Silva Neto, as secretárias Lizete Coelho, de Educação e Cultura, Ingrid Rebelo, de Administração e Finanças e a vereadora Josefa Araújo participaram do ato no Gabinete do Prefeito.

A previsão é de que a UMA começará o processo de matrículas no final de janeiro, conforme detalhou o coordenador da Universidade e professor adjunto da UFT, Luiz Simésio Silva Neto. “Já fizemos a qualificação do corpo docente, estabelecemos protocolos de parceria e agora, para 2021, a previsão é lançarmos as matrículas no final de janeiro e iniciarmos as atividades em fevereiro”.

Na Universidade da Maturidade “há um curso único, com várias disciplinas e ao final de 18 meses os participantes recebem o título de Educador Político do Envelhecimento Humano”, acrescentou Luiz Simésio.

“Entregamos hoje um ambiente devidamente equipado, completamente reformado e com professores capacitados para ministrarem as aulas. Está tudo pronto para começar as aulas. Este é mais um segmento que vai trazer benefícios para a comunidade, principalmente os mais idosos, que podem achar na UMA caminhos para soluções de diversos problemas”, afirmou Moisés Avelino, prefeito de Paraíso.

O polo da UMA funcionará no prédio da Secretaria de Esporte e Juventude e contará com professores voluntários, tais como a atual secretária de Educação e Cultura, professora Lizete Coelho. “Os idosos são muito bem assistidos em Paraíso e com a chegada da UMA, que é uma extensão da UFT, vai facilitar ainda mais o acolhimento. Paraíso só tem a ganhar com mais esta iniciativa”.

Até 2020 a Universidade da Maturidade completou 14 anos de existência e certificou 5 mil pessoas. Até então com polos nas cidades de Palmas, Porto Nacional, Araguaína e Dianapólis.

Ascom

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui