Em Paraíso: Após visitas do COE em escolas, Secretaria de Educação aguarda parecer para dar início às aulas

0
147
MEMBROS DO COE TESTAM ESPAÇOS EM SALAS DE AULAS DO MUNICÍPIO DE PARAÍSO

Da Redação

Membros do Comitê de Operação Emergencial – COE, órgão responsável pelas ações de combate ao novo coronavírus em Paraíso do Tocantins, visitaram três escolas municipais de  na terça-feira, 19, para verificar a estrutura de segurança que está sendo oferecida para um possível retorno das aulas.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, pessoas dançando e área interna

As visitas por amostragem aconteceram nas escolas 23 de Outubro, Irmã Julita e José Ribeiro Torres. A princípio todas elas apresentaram aos membros do COE as ações que foram implementadas para garantir a segurança do corpo docente e discente.

Todo protocolo de combate à covid-19 está sendo respeitado. Caso retorne, inicialmente as aulas serão no sistema hibrido, em forma de rodízio, uma turma com aulas em um dia e outra turma em outro dia.

A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas em pé

A princípio, as aulas retornariam para as turma de 3ª a 5ª séries. O COE se reunirá ainda esta semana para discutir o assunto. O funcionamento das creches já foi indeferido pelo Comitê.

De acordo com o professor Deley Oliveira, Secretário Municipal de Educação, as escolas receberam, inclusive, instalações de lavabos e providenciado os insumos necessários para os cuidados com a higiene de professores e alunos.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e área interna

A previsão do Protocolo de Retorno às Aulas, elaborado pela Secretaria e apresentado ao COE, é de, na primeira semana, proporcionar acolhimento afetivo, com ensinamentos sobre a pandemia provocada pela covid-19, como ela é transmitida, práticas sociais, distanciamentos e tratamento.

O objetivo é fazer com que o próprio aluno se torne um membro ‘conscientizador’ no combate à doença. A Secretaria de Educação já deixou claro que é favorável ao retorno híbrido das aulas nas escolas municipais de Paraíso do Tocantins. O motivo é evitar maiores danos aos estudantes.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui