Balanço das Forças de Segurança aponta redução dos crimes contra a vida no primeiro trimestre deste ano

0
97

O Balanço das Estatísticas Criminais do primeiro trimestre de 2021 (janeiro, fevereiro e março), divulgado nesta sexta-feira, 16, aponta redução de 25% dos crimes contra a vida e 29,61% dos crimes contra o patrimônio em comparação ao mesmo período de 2020. Conforme o titular da Secretaria de Estado da Segurança Pública, Cristiano Barbosa Sampaio, as quedas observadas são resultados da implantação do Sistema Integrado de Metas, estabelecido em decreto publicado em dezembro de 2020 pelo governador Mauro Carlesse.

O levantamento dos crimes contra a vida, denominados de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), demonstra queda de 27,05% dos crimes de homicídio. Foram 122 no primeiro trimestre de 2020 e 80 no mesmo período de 2021. Houve queda de 50% e de 60%, respectivamente, dos crimes de latrocínio e lesão corporal seguida de morte. O trimestre também foi marcado pelo aumento do número de feminicídios. Foram cinco em 2020 e nove agora em 2021.

Nos crimes contra o patrimônio, houve queda de 25,12% de roubo, tendo sido registrados 1.278 em 2020 e 957 em 2021. Os furtos também tiveram decréscimo de 31,48%. Foram 3.669 em 2020 e 2.525 em 2021.

O balanço mostra também queda nos registros de crimes contra a dignidade sexual. O primeiro trimestre 2020/2021 indica redução de 41,03% dos crimes de estupro (39 em 2020 e 23 em 2021) e 24,35% dos crimes de estupro de vulnerável (142 em 2020 e 106 em 2021).

“O Governo do Tocantins está conseguindo dar uma resposta mais efetiva no combate à criminalidade, pois as ações estão sendo realizadas pelas forças de segurança pública com base no planejamento decorrente da coleta de dados e na análise de diversos fatores, entre os quais o georreferenciamento das manchas criminais, inteligência e procedimentos investigatórios”, pondera o secretário Cristiano Barbosa Sampaio.

Polícia Militar

Os dados do Balanço das Estatísticas Criminais da Polícia Militar do Estado do Tocantins (PM) mostram uma redução dos atendimentos de ocorrências policiais em âmbito estadual do período de janeiro a março dos anos de 2020 e 2021 relativos às ocorrências de furto, roubo e estupro. De acordo com o comandante-geral, coronel PM Júlio Manoel da Silva Neto, o resultado é reflexo do trabalho conjunto que vem sendo realizado entre a PM e as demais forças de segurança pública.

“A PM tem realizado, além do policiamento ostensivo e preventivo, operações estratégicas que coíbem as práticas criminosas. Atuamos em todo o Estado com intuito de dar a população tocantinense a sensação de segurança e a certeza de que pode contar com a Polícia Militar. É uma grande responsabilidade concedida pelo governador Mauro Carlesse, e nossa resposta está refletida nessas estatísticas”, pontua o comandante-geral, coronel Silva Neto.

O balanço comparativo de 2020 e 2021 apresentado pela Polícia Militar aponta que o furto de veículo automotor teve queda de 57,7%, tendo sido registradas 220 ocorrências em 2020, caindo para 93 no mesmo período de 2021.

Os atendimentos de ocorrências de furto em estabelecimento comercial caiu 52,7%, de 332 ocorrências em 2020 para 157 no mesmo período em 2021; furto em residência, por sua vez, teve queda de 34,9%, de 443 para 228 ocorrências.

A PM também registrou redução no atendimento à ocorrências de roubo a veículo automotor: de 150 para 115; uma redução de 23,3%. O roubo a estabelecimento comercial também apresentou queda: despencaram de 120 para 85, uma redução de 29,1%.

Os registros de roubos à residência, por sua vez, tiveram queda de 77 registros em 2020 para 46 em 2021, representando menos 40,2% de ocorrências desta natureza.

Em relação aos crimes de estupro e estupro de vulnerável, somados, a Polícia Militar atendeu a 29 ocorrências em 2020 e o total de 20, no ano de 2021.

Polícia Civil

O primeiro trimestre 2020/2021 apresenta dados que refletem a redução nos crimes contra o patrimônio, com destaque para a recuperação de veículos. Enquanto em 2020 houve registro de 258 veículos recuperados, em 2021, em razão da queda de 25,12% de roubos e furtos, foram 138 veículos recuperados. Neste mesmo período, a Polícia Civil aumentou o número de apreensões de armas. Em 2020 foram apreendidas 257 armas brancas contra 286 em 2021, aumento de 11,28%. O mesmo ocorreu com as armas de fogo. Foram 321 em 2020 e 472 em 2021, com aumento de 47,04%. Aumentaram também os registros de posse/porte de arma de fogo. Foram 149 em 2020 e 168 em 2021. As apreensões de drogas, por sua vez, somaram 244 em 2020 e 178 em 2021, queda de 27,05%.

Em relação aos Inquéritos Policiais (IPs), o balanço do período aponta que foram 3.508 IPs instaurados em 2020 e 3.133 em 2021. Os IPs instaurados por Auto de Prisão em Flagrante (APF) somaram 1.152 em 2020 e 929 em 2021. Neste período, houve a prisão de 1201 autores em 2020 e 953 em 2021. Em relação aos Auto de Investigação de Ato Infracional (AIAI), houve o registro de 52 atos infracionais instaurados em 2020 e 79 em 2021. Ao todo, foram apreendidos 56 infratores em 2020 e 30 em 2021. Os Termos Circunstanciados de Ocorrência somaram 1.397 no primeiro trimestre de 2020 e 1.028 no mesmo período de 2021.

Na análise da delegada-geral Raimunda Bezerra de Souza, a produtividade da Polícia Civil reflete o trabalho integrado das forças de segurança, que foi, sobremaneira, reforçado com a instituição do Sistema Integrado de Metas. A Delegada-Geral destaca também o importante trabalho investigativo e de inteligência dos policiais civis em prol da elucidação dos mais variados crimes. Segundo ela, o empenho e a dedicação de cada um deles, além das ações de modernização da gestão da Segurança Pública, impactam diretamente na redução dos índices de criminalidade no Tocantins, tornando o Estado mais seguro para a população.

 Corpo de Bombeiros Militar 

O Corpo de Bombeiros Militar (CBMTO) fechou o primeiro trimestre de 2021 com 6.669 ações realizadas. Os números são da Diretoria de Serviços Técnicos (Distec), do Setor Operacional e da Defesa Civil. No geral, ainda se percebe a influência da pandemia do novo Coronavírus, causador da  Covid -19, que deixa alguns índices abaixo do que foi relatado no mesmo período do ano passado.

De acordo com dados tabulados, das Ocorrências e Atividades de Defesa Civil, o CBMTO traz 1.778 ações de atendimento pré-hospitalar realizadas em 2021, contra 1.932, de 2020, com redução 8%. Nas atividades preventivas, em 2021 o índice é de 221 ações, contra 306 do ano passado, com queda de 27,8%.

Na área operacional houve aumento de 9,8% nas atividades de busca e salvamento, com os números da na casa dos 501 deste ano, contra 456 de 2020.

As ações de Defesa Civil ficaram em 184, enquanto que o combate a incêndio teve 88 registrados em 2021, contra 151 do ano passado, redução de 42%.

Produtos Perigosos também tiveram queda. Os índices trazem sete registros deste ano, contra 13 ações do ano passado (-53.8%).

Na área de proteção e prevenção contra incêndio e pânico, setor de Engenharia e Serviços Técnicos, com atendimento direto ao público, o comparativo entre os dois trimestres revela queda de 27% na oferta de Análises de Projetos, sendo 329 deste ano, contra 453 do ano passado.

Já nas vistorias em edificações os dados são positivos, e revelam aumento de 9,8% da demanda. Foram 1,8 mil ações neste ano, contra 1.639 do ano passado.

Outro aumento veio da Emissão de Certidões, que aponta 2,7% a mais de documentos emitidos neste ano, em relação ao ano passado. Foram 1.289 em 2021 e 1.254 em 2020..

A Distec ainda executou 472 ações fiscalizatórias e totalizou 3.890 atividades em 2021, com aumento de 16,2% em comparação com o mesmo trimestre do ano (3.346), entre os dias 1º de janeiro e 31 de março.

Estatísticas Criminais

Adotada pelas Forças de Segurança Pública do Tocantins como uma prática periódica, a divulgação do Balanço das Estatísticas Criminais ocorre desde 2019. Os dados apurados nas estatísticas criminais cumprem relevante papel na gestão da Segurança Pública. Por meio deles, a gestão pode mapear, diagnosticar e analisar os crimes e os locais onde eles ocorrem. Além disso, a publicação das estatísticas criminais na página oficial da Secretaria de Estado da Segurança Pública, na internet (www.ssp.to.gov.br), cumpre com os princípios da transparência e do acesso à informação.

O Balanço das Estatísticas Criminais é um compilado de dados da Secretaria da Segurança Pública, Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui