Palestra sobre tecnologia 5G abre programação da Agrotins 2021 100% Digital

0
193

A programação oficial da Feira Agrotecnológica do Tocantins – Agrotins 2021 100% Digital será iniciada nesta terça-feira, 15, a partir das 10 horas com a palestra Tecnologia 5G: A transformação digital no campo, tendo a participação da chefe-geral da Informática Agropecuária da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Silvia Maria Massruhá; e do presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins (Fapt), professor Márcio da Silveira.

A chegada da internet 5G promete mais velocidade para baixar e enviar arquivos, redução no tempo de resposta entre diferentes dispositivos e mais estabilidade nas conexões. A palestra abordará como essa nova geração da rede de internet móvel poderá contribuir para ampliar a conectividade e o acesso a tecnologias da agricultura digital, como internet das coisas (IoT) aplicada no campo.

Um levantamento da Embrapa apontou que apenas 23% da área rural do país está conectada à internet, e esse é o desafio que a 5G poderá superar, como explica Silvia Massruhá. “O produtor precisa que a internet não chegue apenas na sede da fazenda, mas também no campo, onde estão as lavouras, por exemplo. Podemos fazer isso com a expansão da 3G e 4G também, mas o que a tecnologia 5G pretende trazer de diferente é maior velocidade e precisão no processamento de dados”, enfatiza.

Silvia Massruhá destaca também que há um interesse do produtor em se conectar mais, porém faltam incentivos. “O Brasil é um dos maiores produtores de alimentos do mundo, e o produtor saber que aumentar a conectividade é também uma maneira de aumentar a competitividade no mercado. O grande produtor tem seus meios para desenvolver essas tecnologias, mas o médio e pequeno produtor ainda precisam de recursos e desenvolvimento de políticas públicas que melhorem esse acesso às tecnologias. E esse é um dos papéis em que a Embrapa vem atuando, de contribuir nesse fomento às tecnologias”, concluiu.

Conectividade e meio ambiente

O presidente da Fapt, professor Márcio da Silveira, destacou que a palestra pretende abordar ainda a contribuição da tecnologia para a preservação do meio ambiente. “Um drone ligado a um banco de dados pode monitorar com eficiência toda uma lavoura de soja, inclusive, ajudando no uso pontual de agrotóxicos e evitando assim um excesso desse produto no solo”, informou.

Outra possibilidade dessa revolução digital, apontada pelo professor Márcio da Silveira, é o desenvolvimento de tecnologias 100% brasileiras. “Se mapeamos um quadrado de uma propriedade no Tocantins, a solução tecnológica vai ser desenvolvida com base nas características daquela localidade e isso gera conhecimento, permitindo desenvolver plataformas para resolver os problemas com maior eficiência e sem perder de vista o lucro, o que é fundamental para os produtores”, finalizou.

A palestra ocorrerá ao vivo na plataforma www.agrotins.to.gov.br.

Internet 5G

O governo brasileiro prepara um leilão das radiofrequências, que está previsto para acontecer até o fim do mês de julho. No edital do leilão, que foi aprovado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), está previsto que o 5G deve funcionar nas 26 capitais do Brasil e no Distrito Federal em julho de 2022. Para todas as cidades do Brasil com mais de 30 mil habitantes, o prazo é julho de 2029.

Laiane Vilanova – Secom

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui