Blitz Educativa marca o início da Campanha Agosto Lilás em Paraíso do Tocantins

0
44

ASCOM

 

A Prefeitura de Paraíso do Tocantins, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação, realizou na manhã desta segunda-feira, dia 01, uma ação em alusão ao Agosto Lilás, mês de conscientização pelo fim da violência contra a mulher. Este ano, a campanha tem como slogan: “Paraíso por ELAS”.

Organizado e direcionado pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), a ação contou ainda com a presença de Vereadores da Câmara Municipal de Paraíso; da Secretaria de Meio Ambiente, Cultura e Turismo, Patrícia Nascimento; Servidoras da Clínica da Mulher; 8°Batalhão da Polícia Militar de Paraíso; e da Delegacia Especializada de Atendimento à mulher e vulneráveis (DEAMV).

Visualização da imagem

Segundo a Secretária Municipal de Assistência Social e Habitação, Hilma Mascarenhas, a gestão Celso Morais e Raquel Ogawa tem o propósito de levar orientação e conhecimento para que as pessoas possam unir-se para lutar contra a violência: “Este mês, Agosto Lilás, é uma campanha direcionada exclusivamente a violência contra a mulher. Estamos começando com uma blitz, e estamos firmes, durante o mês iremos trabalhar este tema dentro dos nossos equipamentos, temos que orientar toda sociedade para combater a violência.”

A Campanha tem como objetivo, informar e orientar a sociedade em geral sobre como e onde buscar ajuda e denunciar, visando o fim da violência contra a mulher. Em Paraíso, há uma rede de atendimento à mulher:

Visualização da imagem

Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e Vulneráveis (DEAMV)- 3361-2744Ministério Público- 3361-2263Defensoria Pública- 3361-7687Hospital Regional- 3904-1200Unidades Básicas de SaúdeCentro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS)- 3602-2634Centro de Referência de Assistência Social (CRAS)- 3602-2735/ 3602-2815

Para o Delegado da DEAMV de Paraíso, José Lucas, é importante realizar ações como esta: “Nós sabemos que a violência contra a mulher infelizmente é um mal que está em todos os lugares, independente de classe econômica, etnia.. É importante estreitar os laços entre as instituições, pois com a ação conjunta dos órgãos públicos, podemos diminuir esse mal que afeta a sociedade .”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui