Sons, cores e sabores marcam estreia da Sexta Cultural

0
212

A primeira edição do projeto Sexta Cultural foi marcada por uma verdadeira imersão no universo artístico e cultural tocantinense, oferecendo ao público e aos convidados uma noite de animação e contato com todos os segmentos das artes. Um momento especial de compartilhamento de emoções, cores, sons, sabores e lazer.

Assim foi a estreia do projeto nesta sexta-feira, 16, na área externa do Memorial Coluna Prestes, na Praça dos Girassóis, em Palmas, com as presenças do governador Mauro Carlesse, secretários estaduais, parlamentares, artistas e centenas de pessoas que acompanharam todas as atrações da noite.

“Depois de muito anos, estamos resgatando e valorizando os artistas da terra. Isso está sendo possível graças ao trabalho do Tom Lyra e sua equipe da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc). Essa é nossa obrigação, incentivando a nossa cultura em projetos dessa natureza”, destacou o governador Mauro Carlesse, que prestigiou o evento acompanhado da primeira-dama Fernanda Carlesse.

O presidente da Adetuc, Tom Lyra, avaliou o resultado do trabalho da primeira edição do Sexta Cultural. “Estou muito feliz por esse momento tão importante para a cultura tocantinense. O evento vem contribuir para o fortalecimento da arte e da economia criativa, gerando oportunidades de emprego e renda à sociedade. Esse é o propósito do Estado que investe e respeita a cultura”, avaliou.

A primeira atração de shows da noite ficou por conta do cantor Genésio Tocantins. Em seguida, subiram ao palco para animar o público Quésia Carvalho, Sombras do Hip Hop, Éverton dos Andes e Keila Lipe. Cada um com sua versatilidade musical, apresentando repertórios do regional ao contemporâneo. Nos intervalos de um show para outro a animação ficou por conta do grupo circense Os kaco, que animou e encantou o público infantil.

A noite também foi de homenagens. Vários representantes dos segmentos artísticos foram contemplados com certificados de Honra ao Mérito, pela Ordem dos Músicos do Brasil, seccional Tocantins (OMB), pela contribuição prestada em prol da arte Tocantinense.

No espaço destinado ao artesanato, peças produzidas com matéria-prima do cerrado, de forma sustentável, encantaram os visitantes. São produtos de cerâmica, capim dourado, palha de bananeira, talo de buriti e instrumentos de percussão, além do artesanato indígena da etnia Karajá. O público também aproveitou para degustar as comidas típicas da região como: caldo de chambari, paçoca de carne, espetinhos, doces, sanduiches, dentre outros.

De acordo com a turista do Paraná, Elizabete Vedovatto, o evento combina com o clima e com a beleza da cidade. “Esse evento ao ar livre com um cenário lindo faz muito bem para corpo e alma. Estou adorando o artesanato, as comidas e as músicas, vou aproveitar e levar uns artesanatos para decorar minha casa”, disse.

Aprovação do público

A dona de casa Rita Lima acompanhou, com a família, todas as atrações da noite e considerou o evento de grande valor para formação dos jovens. “Trouxe minha família porque acho muito importante que meus netos e filhos cresçam tendo contato direto com a cultura tocantinense. Os organizadores estão de parabéns, não vamos perder nenhuma edição”, disse.

Um grupo de universitário também esteve no local para realizar um trabalho de pesquisa sobre identidade cultural tocantinense. “Precisamos valorizar o que é nosso, tanto na música, artesanato, teatro e gastronomia. Hoje encontramos tudo isso num só lugar. Espero que nosso trabalho de pesquisa venha incentivar outros jovens a valorizar nossas tradições”, explicou a universitária Laís Moraes.

Para o artesão Renato Moura, a reativação do movimento cultural traz muitas oportunidades para a categoria e demais artistas do Estado. “Me sinto honrado em participar desse projeto, pois nos dá oportunidade de apresentar e vender nossos trabalhos, gerando renda”, considerou.

“O projeto Sexta Cultural é muito importante para que possamos divulgar a nossa culinária rica, saborosa e preparada com muito carinho. Estou muito agradecida por essa oportunidade oferecida pelo Governo do Estado”, comemora Maria de Jesus Kruge, que comercializou caldos no espaço gastronômico.

Próxima edição

A próxima edição desta temporada do Sexta Cultural ocorrerá no dia 30 de agosto, no mesmo local, a partir das 18 horas, com apresentações do Grupo Reminiscências, Oncotô, Mário Sergio César e Felipe, Trupe Açu, Trio Bacana, Dorivã, e exposição literária.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui