Governo do Tocantins orienta municípios sobre o Programa Criança Feliz

0
200

Dando continuidade as visitas técnicas de monitoramento do Programa Criança Feliz (PCF), as equipes do Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), iniciam na terça-feira, 17, monitoramento a oito municípios tocantinenses. As visitas técnicas que prosseguem até sexta-feira, 20, são realizadas pelos técnicos da coordenação estadual do programa, membros do comitê gestor estadual do PCF, e pelo gerente da Proteção Social Básica.

O objetivo é prestar orientações sobre a execução do PCF, acompanhamento de visitas domiciliares, público acompanhado, composição da equipe, inserção das visitas no sistema e volume de recursos utilizados, além do funcionamento do comitê gestor municipal e outras demandas apresentadas.

Durante a visita de monitoramento os técnicos da Setas se reúnem com as equipes municipais que atuam direta ou indiretamente no Programa para alinhar as questões gerais do projeto, a importância da primeira infância para o bom desenvolvimento da criança, entre outros temas.

A equipe também acompanha uma visita domiciliar a uma família beneficiária para observação da qualidade da execução da visita. As situações observadas são discutidas, e o planejamento, conceitos e posturas dos visitadores, devidamente alinhados.

Os municípios a serem visitados são Pau D’Arco e Ponte Alta do Bom Jesus, na terça-feira, 17; Muricilândia e Taguatinga, na quarta-feira, 18; Araguanã e Arraias, na quinta-feira, 19; e Xambioá e Conceição do Tocantins, na sexta-feira, 20.

Sobre o Programa Criança Feliz

Desde que o Tocantins aderiu ao Programa em 2016, foram realizadas 19.861 visitas domiciliares no estado atendendo a  5.281 beneficiários. Atualmente existem 51 municípios tocantinenses desenvolvendo o Programa.

O Criança Feliz é uma iniciativa do Governo Federal para ampliar a rede de atenção e o cuidado integral das crianças na primeira infância, considerando sua família e seu contexto de vida.

O PCF se desenvolve por meio de visitas domiciliares com a finalidade de promover o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância, buscando envolver ações de saúde, educação, assistência social, cultura e direitos humanos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui