Palmeiras e Corinthians emparam no Pacaembu

0
79

O melhor ficou para o final no Derby desse sábado, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Depois de Walter defender pênalti de Gustavo Scarpa, já no segundo tempo, Michel e Bruno Henrique foram às redes durante os acréscimos e sacramentaram o empate entre Palmeiras e Corinthians por 1 a 1, no estádio do Pacaembu.

O resultado frustra os palmeirenses pela ambição de buscar o Flamengo na liderança e, principalmente, pela pressão imposta na etapa final. Para os corintianos, apesar de visitantes, levar o gol depois de abrir o placar tão perto do fim foi um balde de água fria. Chegar ao G-4 ficou mais difícil também.

Com 67 pontos, o Verdão se mantém na segunda colocação. A distância para o rubro-negro carioca poderá chegar a 10 pontos, caso o Flamengo vença nesse domingo. O adversário será o Bahia, no Maracanã.

O Corinthians chega a 49 pontos, perde a chance de colar no São Paulo e terá de secar Athletico e Internacional até o fim da rodada.

Primeiro tempo

Talvez preocupado com os espaços apresentados durante a vitória sobre o Fortaleza, Dyego Coelho preferiu não arriscar tanto no clássico. Manteve a estratégia de posse de bola, infiltração pelo meio e com Michel espetado na ponta direita, mas se precaveu com Ramiro na vaga de Mateus Vital.

O Palmeiras não apresentou nenhuma novidade, nem na escalação nem na maneira de postar em campo. Sem Felipe Melo e Luiz Adriano, Mano Menezes não inventou moda, foi de Thiago Santos e Zé Rafael.

O que se viu com a bola rolando foi um duelo equilibrado. Scarpa teve a melhor chance palmeirense, enquanto Boselli e Pedrinho assustaram do outro lado. No mais, erros bobos individuais atrapalharam o bom andamento da partida.

Segundo tempo

Apesar da ausência de alterações não impediu a mudança no panorama do Derby. O Palmeiras voltou mais disposto, dificultando o jogo corintiano. Com menos de um minutos, Walter se complicou na saída de bola com os pés e deu um bico para a lateral.

Na sequência do lance bizarro, o substituto do lesionado Cássio se redimiu com uma defesa difícil, no chão, após cabeçada de Deyverson. Daí para frente, o que se viu foi o time verde partindo, de fato, para a pressão.

Mano e Coelho não esperaram muito para usar o banco. As mudanças, porém, surtiram pouco efeito. Pior para os visitantes, que continuaram acuados.

A polêmica

Aos 27 minutos, o estádio ficou meio sem entender nada quando o árbitro parou o jogo para consultar o VAR e assistir o replay de uma jogada de ataque palmeirense. O clima de expectativa foi criado enquanto as pessoas buscavam informações sobre o lance em questão.

Três minutos depois, pênalti confirmado por causa de bola no braço de Manoel após cabeçada de Gustavo Gómez. Muita festa e câmeras acionadas.

Quem filmou provavelmente não deve ter gostado do vídeo. Scarpa foi previsível, bateu aberto, de chapa. Walter voou e evitou o gol. Mais tarde, o meia não foi perdoado quando teve de deixar o clássico para a entrada de Carlos Eduardo.

Gols

As tentativas finais de gol continuaram sendo do Palmeiras. Borja desperdiçou uma de maneira inacreditável, livre, dentro da área. Outras bolas passaram cruzando a face de Walter e deixaram o grito de gol entalado na garganta dos mandantes.

Quando parecia que o Derby terminaria sem gols, aos 47 minutos, Michel recuperou a bola após escanteio ofensivo, entrou na diagonal, pela direita e soltou um petardo, no ângulo. Um golaço do Corinthians!

Na saída de bola, o Palmeiras não deixou de acreditar e levou o Pacaembu à loucura. A bola sobrou para Bruno Henrique dentro da área também depois de escanteio, e o capitão alviverde estufou as redes para evitar a derrota.

E agora?

As duas equipes voltam a campo no próximo domingo, às 16h (de Brasília). O Verdão vai visitar o Bahia, na Fonte Nova. Já o Timão receberá o Internacional, na Arena de Itaquera.

Terra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui