Governador Carlesse e prefeita de Palmas alinham estratégias conjuntas para combate à Covid-19

0
107

Em continuidade a uma forte agenda, que visa o enfrentamento à pandemia da Covid-19, o governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, recebeu nesta quinta-feira, 18, a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro. O encontro foi para tratar das demandas, que podem ser solucionadas, por meio de um trabalho conjunto entre os Executivos Estadual e Municipal.

Ratificando a parceria estabelecida entre as duas gestões, o governador Carlesse fez questão de destacar que o Governo do Tocantins tem como objetivo principal salvar vidas e diminuir a taxa de contaminação do novo Coronavírus. “Quero deixar registrado que não existe qualquer diferença entre estas duas gestões, porque temos o mesmo objetivo: salvar vidas. O Governo do Tocantins é parceiro de Palmas e de todos os municípios. Nós vamos continuar agindo em conjunto e com este propósito”, afirmou.

A prefeita Cinthia Ribeiro também fez questão de demonstrar a importância do apoio que tem recebido do Governo do Tocantins e destacou que a política construída institucionalmente é suprapartidária. “Este é um gesto estadista, mostra que as decisões são soberanas e que a política que nós construímos institucionalmente é suprapartidária. É no momento de crise que, de fato, nossos líderes são provados e quem ganha com isto é a população, porque nosso único adversário, que é invisível, é o novo Coronavírus”, afirmou.

Durante o encontro, o assessor técnico da Secretaria Municipal de Saúde de Palmas (Semus) e presidente do Centro de Operações de Emergências em Saúde de Palmas (COE- Palmas), Daniel Borine Zemuner, pontuou algumas das dificuldades enfrentadas no cenário atual da pandemia, entre elas a necessidade de mais leitos clínicos para que seja possível aumentar a rotatividade nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e sobre o aumento da demanda por oxigênio. “O que está aumentando a demanda das nossas usinas é o tempo que o paciente está ficando no leito, por isso é necessário que haja mais rotatividade, precisamos aumentar este número. Foram montadas duas usinas de oxigênio, uma na UPA sul e outra na UPA norte, que estão operando próximo da sua capacidade limite. Por isso, nós já estabelecemos a contratação de outras três usinas para dar este suporte, mas precisamos ficar atentos a essa questão do aporte de oxigênio”, afirmou.

Também presente à reunião, o secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini, informou que a Gestão Estadual está unida a Palmas, para auxiliar na questão do aporte de oxigênio e que o Governo vai avaliar a possibilidade de ampliar a quantidade de leitos clínicos na Capital, dentro do Hospital Geral de Palmas (HGP). “Vamos avaliar como isso é possível, uma vez que o HGP também tem sua alta demanda. Já estamos trabalhando para ampliar a oferta e abrir mais 52 leitos clínicos nas cidades de Guaraí, Araguaína, Porto Nacional, Miracema do Tocantins e Paraíso do Tocantins. Esses serão somados aos 250 leitos que já existem, e, além dos clínicos, também vamos ampliar os leitos de UTI. Estamos trabalhando para que isso ocorra em Palmas, Gurupi, Araguaína, Porto Nacional e em Paraíso”, assegurou.

Ampliação de horário e recomendação para trabalho remoto

À prefeita Cinthia Ribeiro, o governador Mauro Carlesse ratificou sua posição para que haja a ampliação dos horários de funcionamento das atividades essenciais, conforme previsto em Decreto Estadual, como os supermercados, padarias e farmácias, podendo operar das 6 horas à meia-noite, com limitação da quantidade de pessoas em até 50% da capacidade, além de ampliação da oferta de serviços como drive-thru, delivery e outras formas de entrega. “Quando você estreita os horários, as pessoas vão todas no mesmo momento para aquele local, supermercado, por exemplo. Eu acredito que a ampliação do funcionamento seja uma alternativa, especialmente para ajudar a economia que tem sido muito sacrificada”, frisou o Governador.

O Chefe do Executivo tocantinense lembrou ainda que o Estado tem buscado fazer um trabalho de orientação e implementar medidas de distanciamento também entre os servidores públicos. “Fizemos uma proposta aos prefeitos do Tocantins que permite que servidores trabalhem de casa, com objetivo de evitar o deslocamento para os órgãos públicos e manter um distanciamento. Tudo será feito de forma legal para que a gente consiga atingir o objetivo, que é diminuir a quantidade de pessoas em contato umas com as outras. Tenho certeza que, com esta medida ocorrendo por duas semanas, nós vamos ter uma redução dos casos e consequentemente a diminuição da necessidade de leitos”, destacou.

Em resposta, a prefeita de Palmas acenou estar de acordo com a proposta. “Estão em casa, mas continuarão mostrando produtividade e contribuindo conosco. Tudo que o Governo do Estado passar como estratégia, estamos literalmente à disposição para seguir. Inclusive quando da publicação do decreto estadual, esta foi nossa ordem para a Casa Civil: que tudo o que nós pudéssemos aproveitar de determinação fosse incluído. Devemos seguir a mesma linha”, afirmou.

Agenda de trabalho

Na reunião desta quinta-feira, 18, foi estabelecida uma agenda de trabalho que será seguida por gestores e técnicos das gestões estadual e municipal, com vistas a dar máxima agilidade às ações que contribuam para a redução de óbitos e a diminuição dos casos de contaminação.

Presentes

Também participaram da reunião o secretário-executivo da Saúde, Quesede Ayres Henrique Campos; secretário de Estado da Comunicação, Élcio Mendes; o secretário de Governo, José Humberto Pires; o chefe de Gabinete do Governador, Sebastião Albuquerque; o secretário-chefe da Casa Civil, Rolf Costa Vidal; o procurador-geral do Estado, Nivair Vieira Borges; o secretário-chefe da Governadoria, Divino Allan Siqueira; e o procurador do Município de Palmas, Mauro Ribas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui