Tráfico de drogas: Mulher é condenada a 11 anos de prisão

0
639

Acusada de tráfico de drogas, de associação ao tráfico e lavagem de dinheiro, Dheissa da Silva Lima foi condenada a 11 anos de prisão nesta quarta-feira (13/2), pela juíza Mirian Alves Dourado, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Gurupi, em ação proposta pelo Ministério Público baseada em investigações da Polícia Civil a partir de interceptações telefônicas e de depoimentos de policiais e de outras testemunhas durante a operação Adiposa, que atingiu também outros municípios da Região Sul do Estado.

Ao citar a denúncia que traz os detalhes da operação apontando que Dheissa auxiliava o irmão Dhenison Cezar da Silva Lima na venda e fornecimento de entorpecentes, além de ser a responsável pela movimentação financeira do tráfico por meio da própria conta bancária, a juíza lembrou que as “interceptações telefônicas, devidamente autorizadas por este juízo, são aptas a embasar possível condenação” e também ressaltou que, durante a quebra de sigilo, não é necessário a íntegra da transcrição dos diálogos.

A juíza destacou que a consistência das provas matérias e testemunhais presentes nos autos desmonta os argumentos de defesa da ré, “tornando impossível sua absolvição”.  Ainda em sua decisão, a magistrada ressaltou que Dheissa tinha consciência dos atos delituosos e, concluindo, afirmou que ela cometeu “fatos típicos, antijurídicos e culpáveis, que reclama a aplicação da norma penal em caráter corretivo e repressivo, objetivando a reintegração social e prevenindo uma possível reincidência ou reiteração delituosa que viesse a ocorrer com a impunidade”.

Sentenciada em três delitos, Dheissa foi condenada a 11 anos de prisão em regime fechado e ao pagamento de 1.210 dias/multas, que corresponde a um terço do salário mínimo vigente na época.

Confira a sentença

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui