Câmara de Paraíso aprova instauração da CPI da BRK. Comissão será nomeada em 3 dias

0
448

Redação/Portal Benício

 

Entre os vários projetos e requerimentos aprovados pela Câmara de Vereadores de Paraíso na manhã desta quarta-feira, 7 de agosto, um deles tem amplo destaque e provocará a atenção dos moradores em pouco tempo.

Trata-se do requerimento 00251/2019, que requer a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI, para averiguar ações, investimentos e serviços da empresa BRK, responsável pelo fornecimento de água e esgoto em Paraíso.

Com a aprovação por unanimidade, o presidente da Câmara, vereador João Camargo, tem três dias úteis para nomear a Comissão, o que deve ocorrer na próxima segunda-feira, 12 de agosto. A partir dessa ação da presidência, a Comissão terá 30 dias para elaborar um relatório, podendo esse prazo ser ampliado para, até, mais 30 dias.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, mesa e área interna

Os autores do pedido da chamada, CPI da BRK, são os vereadores, João Camargo, Walter Gontijo e Beto da Goiás. A discussão sobre este assunto vem ocorrendo desde o início do ano.

Após a instalação da Comissão, vários moradores de Paraíso deverão ser convocados para depor na CPI. Diretores da BRK também serão convocados para dar explicações.

A Câmara já instalou uma CPI que foi concluída. O caso aconteceu em 1991, quando o presidente da Casa era Dourival Santiago e investigada um conjunto habitacional denominado, Virgínia Avelino. De lá-pra-cá, outras duas CPIs foram iniciadas, mas arquivadas pela justiça. Uma delas aconteceu em 1997, e outra em 2012.

A diferença da CPI aprovada nesta quarta-feira para as demais é que, antes, o investigado era o executivo municipal. Atualmente quem estará sob investigação será uma concessionária que presta serviços públicos para o Estado, no caso a BRK.

VEJA A PAUTA DO DIA:

Nenhuma descrição de foto disponível.

A imagem pode conter: texto

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui