Governo promove retorno de estudantes tocantinenses vindos da Bolívia

0
85

A manhã desta quarta-feira, 22, foi de muita gratidão e alegria para os 50 estudantes tocantinenses vindos da Bolívia. Eles retornaram ao Tocantins após o Governo do Estado realizar uma ação conjunta para a repatriação dos alunos que estudam no país vizinho. Os tocantinenses conseguiram retornar ao Brasil, depois da solicitação do governador Mauro Carlesse ao Ministério das Relações Exteriores para repatriar os estudantes.

Os estudantes saíram segunda-feira, 20, às 18 horas da cidade de Corumbá, no Mato Grosso do Sul; e chegaram a Palmas nesta quarta-feira, 22, às 9h50, em um ônibus e duas vans, disponibilizados pelo Governo do Estado. O comboio foi escoltado, desde o início da viagem, por viaturas da Polícia Civil do Tocantins (PC-TO).

Assim que chegaram à Capital, os alunos foram levados para o Hospital Geral de Palmas (HGP), onde foram submetidos a testes rápidos para possível diagnóstico de Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus. Realizaram os testes: 50 estudantes, dois bebês e quinze homens do comboio, entre motoristas e policiais, nenhum testou positivo para a doença.

A estudante Luana Lima do Nascimento, retornou ao Tocantins com o marido, a cunhada e o filho de cinco meses. Segundo a tocantinense, a família não teve nenhum gasto financeiro para retornar ao Estado, o que para eles foi muito importante. “A viagem foi tranquila, o pessoal do comboio foi muito atencioso, cuidadoso com a gente, somos gratos pelo zelo de cada um. E o importante agora, é que a gente está quase em casa, pois ainda vamos para Araguaína”.

“Estou feliz por estar novamente aqui, é uma sensação de alegria muito grande poder retornar, se sentir acolhido pela família. Quero agradecer ao governador Mauro Carlesse e também ao senador Eduardo Gomes por terem proporcionado o nosso retorno. Sabemos que eles se empenharam para isso acontecer”, disse o estudante de medicina Marcos André Tomas Belisário, que pode reencontrar os pais em Palmas.

A mãe do estudante Marcos, Claudia Maria da Silva, estava desde o início da manhã aguardando o filho. “É uma felicidade poder ver meu filho, já estamos com o quarto dele preparado, colocamos cerâmica, pintamos, fizemos tudo que estava a nosso alcance para que ele possa passar esses quatorze dias de isolamento com conforto e segurança”, conta.

Protocolo de segurança

A equipe da Secretaria de Estado da Saúde (SES) montou uma estrutura para receber os estudantes. Conforme desciam dos ônibus, os alunos recebiam uma senha, depois realizavam cadastros e preenchiam uma ficha de isolamento. Em seguida, era feito o teste rápido, com resultado em 15 minutos. Os testes foram concluídos às 11 horas. Conforme eram liberados os testes, os estudantes se organizaram nos micro-ônibus disponibilizados pelo Estado para retornarem aos seus municípios.

Os estudantes ficarão em quarentena domiciliar ao chegarem em suas cidades. “Todos os municípios que estão recebendo os estudantes repatriados estão sendo orientados pelo Centro de Informações Estratégicas da Vigilância da Secretaria a realizarem o monitoramento desses alunos”, explicou Perciliana Bezerra Carvalho, superintendente de Vigilância em Saúde.

Parcerias

A operação contou com apoio da Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), que fez a escolta dos veículos durante todo o trajeto até a Capital; da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), que forneceu micro-ônibus para levarem os alunos da Capital até os municípios que residem seus familiares; e da Casa Militar (Camil), que articulou a operação e disponibilizou servidores na ação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui