Governo do Tocantins realiza palestra sobre Perspectivas para o Plano ABC 2020/2030 no 1° dia da Agrotins 2021 100% Digital

0
95

O primeiro dia da Feira Agrotecnológica do Tocantins, Agrotins 2021 100% Digital, terá em sua programação a palestra Resultados Alcançados e Perspectivas para o Plano ABC+ 2020-2030, que ocorre no próximo dia 15 de junho, às 11h45 no site da feira. O plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC) é uma política pública que integra governos federal, estadual e municipal com o objetivo de incentivar a adoção práticas e tecnologias que contribuam para a redução da emissão dos gases de efeito estufa oriundos das atividades agropecuárias.

Por meio do Plano, foi desenvolvido o Programa ABC – Linha de Crédito Rural que  permite ao produtor, financiar projetos destinados às práticas que contribuam para a redução da emissão de gases. O Tocantins é o estado com maior número de contratos da região Norte do país.

De acordo com o Banco Central do Brasil, de 2013 a 2020, foi contratado no Tocantins um montante de R$1,21 bilhão, sendo o Estado da Região Norte que mais aplica recurso proveniente da linha de crédito oficial do Plano ABC e o sexto em relação ao cenário nacional.

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura, Jaime Café, comemora os resultados. “Esse aumento na contratação do Plano ABC mostra que nós estamos conseguindo democratizar o acesso à tecnologia para os produtores rurais, inclusive para o pequeno produtor, então nós só temos a comemorar”, destaca.

Plano ABC 2021/2030

Na palestra que contará com a presença do presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Celso Moretti; e do secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura (Mapa), César Halum, serão discutidas as bases conceituais da segunda fase do Plano ABC lançado pelo Mapa; com objetivo de avançar nas soluções tecnológicas sustentáveis para a produção no campo e melhoria da renda do produtor rural, com foco no enfrentamento da agropecuária às mudanças do clima com metas até o ano de 2030.

A palestra conta também com a presença do secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura, Jaime Café; e do presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Fabiano Miranda.

O Plano ABC é composto por sete programas, seis deles referentes às tecnologias de mitigação e um com ações de adaptação às mudanças climáticas, sendo dividido em Recuperação de Pastagens Degradadas; Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e Sistemas Agroflorestais (SAFs); Sistema Plantio Direto (SPD); Fixação Biológica de Nitrogênio (FBN); Florestas Plantadas; Tratamento de Dejetos Animais; e Adaptação às Mudanças Climáticas.

Plano ABC no Tocantins

Em 2020, a implantação do Plano ABC no Estado completou uma década. Atualmente, quatro projetos que preconizam a adoção de tecnologias de Agricultura de Baixo Carbono estão sendo desenvolvidos no Tocantins: Projetos ABC Corte direcionados à produção de carne em pastagem; ABC Leite/Balde Cheio voltado à bovinicultura; ABC ILPF integração lavoura-pecuária-floresta e ABC Soja Sustentável, que preconiza a integração lavoura e pecuária.

No Tocantins, o plano é executado pelo Grupo Gestor Estadual, composto pela Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), com a participação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa); pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, da Embrapa, do Ruraltins e das Organizações Estaduais de Pesquisa Agropecuária (Oepas), dos bancos oficiais e com a integração de representantes da sociedade civil (setor produtivo, trabalhadores, universidades, pesquisa, cooperativas, Federação de Agricultura, Organizações Não Governamentais, etc.).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui