Governo investe na reforma e na construção de estruturas físicas do Projeto São João

0
267

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura, Cidades e Habitação (Seinf), vai investir R$ 485 mil na reforma do centro administrativo e da oficina mecânica e na construção de um pórtico de entrada no distrito de irrigação São João, em Porto Nacional. O recurso, liberado pelo Banco Mundial, por meio do Programa de Desenvolvimento, Integrado e Sustentável (PDRIS), visa garantir melhorias nas estruturas para a continuidade do Projeto São João.

De acordo com diretor de Irrigação e Drenagem da Seinf, Francis Ney Prado, a construção do pórtico permitirá o controle do fluxo no perímetro irrigado. “O pórtico vai trazer mais segurança na parte fitossanitária, pois o controle de entrada e de saída de produtos e veículos vai funcionar como uma barreira evitando a entrada de pragas e mudas contaminadas”, destacou.

A oficina mecânica, que também receberá a reforma, é o local onde ficam guardados os maquinários e os equipamentos de manutenção do projeto.

Com a reforma, o centro administrativo deve receber de forma permanente a presença de representantes da Seinf, do distrito de irrigação, do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) e da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins (Adapec). Segundo o superintendente de Irrigação e Drenagem da Seinf, Marcus Carlos Costa, o espaço será de uso integrado das entidades que fazem parte do projeto. “Com a reforma, elas poderão ficar de forma permanente dando apoio técnico e operacional ao distrito de irrigação até que ele consiga atuar de forma mais independente”, reforçou.

“Essa é uma demanda que o Estado identificou como necessária e os irrigantes apoiam esse trabalho”, disse a secretária de Estado da Infraestrutura, Juliana Passarin. Ela explica ainda que o governo estadual é o gestor do projeto e que atua de forma a capacitar os irrigados do distrito a assumir a sua gestão, como prevê a Política Nacional de Irrigação.

Após a autorização da liberação do recurso, pelo Banco Mundial, o próximo passo será iniciar os procedimentos para licitação. A previsão é que as obras tenham início no primeiro semestre de 2020. O Banco Mundial também está financiando a capacitação dos irrigantes, por meio de consultoria especializada, para que eles possam assumir a gestão do perímetro irrigado, incluindo a operação e manutenção de toda infraestrutura.

Projeto

O Projeto de Irrigação São João, iniciado em 2001, compreende uma área de cerca de 3,5 mil hectares com infraestrutura de irrigação para a produção de hortifrúti em 359 lotes de pequenos produtores e 35 lotes empresariais. Atualmente, o distrito conta com uma área de produção de 1,1 mil hectares visando a ampliação dessa área produtiva até a área total. As principais culturas são abacaxi, banana, manga, melancia, coco e açaí. A produção do distrito abastece Palmas e região e ainda os estados do Pará, Minas Gerais e Goiás e o Distrito Federal.

Com investimentos no projeto, o Estado gera cerca de 1,2 mil empregos diretos e indiretos.

Secom

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui