Governador Carlesse preside passagem de comando da Polícia Militar

0
177

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, presidiu na tarde desta quarta-feira, 10, a passagem de comando da Polícia Militar (PM) do coronel Jaizon Veras Barbosa, que foi para a reserva, ao coronel Júlio Manoel da Silva Neto. A solenidade foi realizada na sede do Comando Geral da PM.

Ao ser homenageado por seu trabalho à frente da corporação, o coronel Jaizon Veras Barbosa agradeceu ao Governador pela oportunidade e pelo apoio que recebeu ao longo de sua gestão. “Agradeço a oportunidade por me confiar função tão nobre nesta instituição. Não foi fácil, mas a liberdade de ação e o apoio que nos deu possibilitaram fazer muita coisa”, ressaltou.

O governador Carlesse, que durante a solenidade foi homenageado com a réplica de uma aeronave Cessna, agradeceu pela dedicação e pela lealdade de Jaizon Veras em sua gestão à frente da corporação e fez questão de ressaltar a seriedade, a honestidade e a competência que fazem da PM do Tocantins uma das melhores do Brasil. “Tenho orgulho de dizer que a PM é uma polícia séria, dedicada e sempre está pronta para defender, cuidar, orientar e ajudar os nossos tocantinenses. O Silva Neto está entrando, tem uma carreira extensa e tenho certeza de que vai nos ajudar cada vez mais a dar continuidade a esse trabalho que o Jaizon e sua equipe fizeram, para proporcionar segurança à nossa comunidade”, elogiou.

Já o novo comandante da corporação, coronel Júlio Manoel da Silva Neto, destacou a data como a mais especial ao longo de sua vida profissional, agradeceu pela confiança depositada e prometeu honrar todos os compromissos da instituição. “Firmo primar pela ética, lealdade, transparência, honestidade e respeito. A hierarquia e disciplina são as bases indivisíveis que nos fortalecem como força policial. Externo o meu compromisso e engajamento extremo para que todas as nossas ações e projetos tenham como eixo a melhoria do atendimento ao cidadão; o combate ao crime e à violência; e a busca de alternativas para uma presença mais efetiva dos policiais nas ruas de cada localidade”, ressaltou.

Perfil

Júlio Manoel da Silva Neto é coronel da Polícia Militar do Tocantins, onde ingressou em 1998. Possui especialização em Gerenciamento de Segurança Pública pela Academia Militar do Estado de Goiás; pós-graduação em Altos Estudos de Segurança Pública pela Secretaria de Segurança Pública de Goiás e de Polícia Judiciária Militar pela Unitins. Foi secretário-chefe da Casa Militar do Tocantins; comandou a 1ª e 2ª Companhias do 1º BPM, em Palmas; 3ª Companhia do 8º BPM, em Paraíso; 4ª CIPM, em Araguatins; 5ª CIPM, em Tocantinópolis; 2º BPM, em Araguaína. Foi subcomandante do 5º BPM, em Porto Nacional, da Academia de Polícia Militar Tiradentes, e do 1º BPM, em Palmas.

Foi oficial R/2 de Infantaria do Exército Brasileiro, servindo no 59º Batalhão de Infantaria Motorizado em Maceió. Foi comandante do 1º Grupo do 4º Pelotão da Companhia Fox Uno, no Rio de Janeiro (Operação Rio I); do 2º Pelotão da Companhia Fox III, no Espírito Santo (Operação Reconquista II) e Oficial Auxiliar do Fiscal Administrativo Base de Comando Fox IV, no Rio de Janeiro (Jogos Pan-Americanos e Parapan-Americanos).

Realizou vários cursos, dentre eles, o de Aperfeiçoamento de Oficiais na Polícia Militar e Curso Superior de Polícia de Goiás; de Segurança de Autoridades; Instrutor de Controle de Distúrbios Civis; Operações Especiais; Promotor de Polícia Comunitária; Aplicações Táticas, Técnicas de Transporte, Armazenagem, Uso e Operação com Tecnologias Não-Letais, Varredura de Explosivos, Procedimentos Operacionais Padrão, Busca e Apreensão, Crimes Ambientais, Direitos Humanos, Gerenciamento de Crises, Identificação Veicular, e Investigação Criminal.

Presenças

A solenidade foi prestigiada pelo vice-governador Wanderlei Barbosa e contou com a presença de representantes do Tribunal de Justiça, da Assembleia Legislativa, do Ministério Público, do Tribunal de Contas, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Defensoria Pública, da Marinha, da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Federal, de prefeitos, deputados e vereadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui